Coordenador de futebol feminino do Fla projeta sucesso na temporada 2021: “Muito mais forte do que em 2020”

FOTO: PAULA REIS/FLAMENGO

Na última temporada, as equipes femininas de futebol do Flamengo disputaram duas competições simultâneas: o Campeonato Brasileiro Feminino Sub-18 e o Campeonato Carioca Feminino. Apesar do bom desempenho em alguns momentos, o Mais Querido não conseguiu conquistar nenhum título. Em março de 2021, depois da participação do Rubro-Negro em ambos os torneios, foi criado o cargo de coordenador de futebol feminino no clube, que foi ocupado por André Rocha.

Projetando as próximas competições, o novo profissional do Clube da Gávea garantiu que o investimento será maior nas equipes femininas do Mengo. As mudanças inclusive já começaram a ser feitas, e o objetivo principal é fortalecer o plantel, para que conquistas sejam alcançadas.

– O nosso planejamento é de médio prazo, por volta de dois anos. A primeira medida é a renovação do elenco, já liberamos algumas atletas no final do ano e estamos liberando mais agora. Temos um rejuvenescimento do elenco, com um aproveitamento maior de algumas atletas da base -, disse André em entrevista ao “ge”.

– Uma segunda remessa de reforços são as atletas mais experientes, com posições estratégicas. Em 2022, teremos um aumento grande no investimento e um amadurecimento do time. Estamos passando por essa fase de renovação com a certeza de que o Flamengo vem, em 2021, muito mais forte do que em 2020 -, concluiu.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Em síntese, no Brasileirão Feminino sub-18, o Flamengo foi eliminado pelo Internacional na segunda fase da competição. Já no Campeonato Carioca, o Rubro-Negro chegou até as semifinais com a melhor campanha da primeira fase, mas acabou desclassificado pelo Fluminense.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *