Gabigol mantém processo contra a Globo; atacante alega quebra de contrato e danos morais

FOTO: DIVULGAÇÃO/ GLOBOPLAY

Um dos principais jogadores do Flamengo, Gabriel Barbosa assinou contrato com a Globo para a produção de uma série, Predestinado. A emissora prometeu que o documentário seria uma homenagem à carreira do atacante. Porém, o atleta se sentiu traído e irá manter o processo contra o canal carioca.

Primeiramente, o centroavante processou a Globo para suspender o último capítulo da série, pela inclusão da polêmica no cassino clandestino de São Paulo. Porém, a justiça deu parecer favorável à emissora, e o episódio foi ao ar. Agora, o estafe do atleta irá manter a disputa judicial, alegando quebra de contrato e danos materiais. As informações foram divulgadas inicialmente pelo jornalista Gabriel Vaquer, em seu blog no Uol Esporte.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


A equipe que gerencia a carreira de Gabigol se incomodou bastante com a forma como incluíram o episódio do jogador no cassino clandestino. Isso porque, em contrato, o centroavante e os familiares tinham que aprovar o que seria colocado no documentário, o que não aconteceu no último capítulo. Sendo assim, o atleta alega descumprimento contratual e pedirá danos morais à imagem.

A princípio, a multa solicitada é de R$ 2 milhões, já que o estafe, o atleta e os familiares não concordam que a inclusão da polêmica tenha sido em tom de ‘homenagem‘, como fora prometido, até por não terem concordado. Sendo assim, ao se sentir traído com toda a situação, Gabriel Barbosa não desistirá do processo contra a Rede Globo.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Jornalistas acham que podem fazer o que querem…

  • Mandou bem!

  • Tudo que é contra a globolixo está valendo !!!