Jogador do Vasco reposta vídeo em rede social e provoca Gabigol: “Tá muito fraco, irmão”

FOTO: REPRODUÇÃO

Na última quinta-feira (15), o Flamengo entrou em campo em jogo válido pelo Campeonato Carioca e perdeu o clássico contra o Vasco por 3 a 1, no Maracanã. Apesar de ser superior em praticamente todo o duelo, o Mais Querido não conseguiu converter as chances criadas, em gols, e acabou saindo derrotado do estádio. Após o confronto, Matías Galarza, jogador do Cruzmaltino, repostou um vídeo em que disputa bola com Gabigol e provocou o camisa 9: “Tá muito fraco, irmão”. 

Gabigol foi alvo de críticas e provocações durante o jogo, mas não deixou de cutucar o rival. O camisa 9 ‘entrou na pilha’ dos dirigentes do Vasco e provocou a delegação do adversário, fazendo o número dois com a mão, em referência à Série B do Brasileirão, que será disputada pela quarta vez na história do Cruzmaltino.

A derrota para o Vasco marcou o fim da invencibilidade de 17 jogos do Flamengo para cima do rival carioca. A última vitória do rival havia sido no dia 24 de abril de 2016. Ou seja, o Rubro-Negro conseguiu ser superior ao adversário por quase cinco anos, o que demonstra a hegemonia do Fla no Rio de Janeiro.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Após derrota vexatória, o Flamengo se prepara para o duelo contra a Portuguesa, também pelo Campeonato Carioca. A tendência é de que Rogério Ceni poupe os jogadores da equipe titular no sábado (17), e mande a campo a ‘equipe alternativa’ que começou a competição Estadual, já visando a estreia na Copa Libertadores, na próxima terça (20).

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Vamos ver aonde chega o Vasco. Até que não jogou mal (quem jogou mal foi o Mengão).
    Tem bons jogadores, um técnico bem esperto, mas não tem estrutura, tanto que não vai disputar nada, além do Carioca (onde pode terminar a participação bem precocemente) e da série B.
    Gabigol é o grande artilheiro do Mengão e vai fazer gols importantes. Tem apenas que não entrar em pilha e deixar de reclamar tanto, pois a tendência é cair no descrédito dos juízes. Deixe tudo para o VAR, Gabi.