Justiça determina volta do lockdown em Brasília, sede da Supercopa

FOTO: TONY WINSTON/AGÊNCIA BRASÍLIA

Dados divulgados pelo painel InfoSaúde desta quinta-feira (08), alertaram sobre a gravidade da disseminação da Covid em Brasília – a taxa de ocupação de leitos adultos atingiu 99,75% e a de pediátricos 90%. Diante deste cenário o desembargador federal, Souza Prudente determinou que o DF retorne imediatamente ao lockdown. A capital será palco para final da Supercopa, no próximo domingo (11).

“Neste atual contexto da pandemia viral, com devastador efeitos letais, todas as autoridades públicas devem conduzir os passos de nossa coletividade, aderindo as posturas cientificamente recomendadas com o uso de máscaras, distanciamento físico e social, bem assim as medidas de higiene pessoal, evitando-se os cenários de aglomerações de pessoas, visando inibir a expansão do coronavirus”.


Apoie o Mengão! Camisa e outros produtos oficiais em promoção


“Posturas contrárias e negacionistas a defesa da vida, sem agilização nas vacinas cientificamente disponíveis, levará toda a sociedade das presentes e futuras gerações ao genocídio global, sem esperança de construirmos juntos um meio ambiente planetário, essencial à sadia qualidade de vida, como assim determina a nossa Constituição da República Federativa do Brasil”, defendeu o desembargador.

Pela nova decisão, as medidas de restrição ao comércio e atividades não-essenciais passam a valer a partir desta quinta-feira (08). No entanto, Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal, afirmou ao Correio Brasiliense, portal que divulgou a informação em primeira mão, que ainda recorrerá.

A final da Supercopa do Brasil, entre Flamengo e Palmeiras, está marcada para acontecer no próximo domingo (11), no Mané Garrincha, às 11h (horário de Brasília). A chegada do Rubro-Negro à capital está prevista para sexta-feira (09). Não se sabe ainda se a decisão será capaz de interferir no acontecimento da partida.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *