Especialista estuda opção para zaga e recomenda: “Possível pensar na dupla Rodrigo Caio e Filipe Luís”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Com média de um gol sofrido por jogo, o Flamengo não consegue encontrar soluções para o assíduo problema defensivo. No entanto, um teste no empate em 2 a 2 com o Unión La Calera, pela Libertadores, parece ter chamado a atenção de André Rocha, jornalista do portal UOL: a saída de Bruno Viana para entrada de Ramon, com Filipe Luís atuando no miolo da zaga. O profissional acredita que esta é uma opção viável para Rogério Ceni.

Das outras vezes que aconteceu (Filipe Luís no miolo da defesa), a ideia era reforçar a defesa, formando uma linha de cinco com a entrada de Renê. Desta vez a proposta foi ultraofensiva. Matheuzinho e Ramon nas laterais, Diego, Ribeiro e Arrascaeta no meio, Gabigol, Pedro e Bruno Henrique na frente.

Se a pressão não resultou na virada, ao menos sinaliza uma possibilidade de arrumar de vez o time de Ceni. Com todos disponíveis, é possível pensar numa zaga com Rodrigo Caio e Filipe Luís. Dois jogadores técnicos e mais confiáveis, inclusive em termos de concentração, grande lacuna de Arão, Bruno Viana, Gustavo Henrique e Léo Pereira. Além disso, a estrutura da saída de bola mudaria pouco com Arão voltando para o meio -, analisou em seu blog no UOL.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


O empate em 2 a 2 com o Unión La Calera não prejudicou os planos rubro-negros e nem tornou-se grande obstáculo na possível classificação antecipada – que pode, inclusive, ocorrer nesta quinta-feira (13) entre LDU e Vélez. O Flamengo avança às oitavas em caso de vitória da equipe equatoriana.

Apesar de não interferir muito no planejamento para o torneio, o empate resgatou alguns questionamentos defensivos que fazem parte da realidade rubro-negra desde a saída de Pablo Marí e as constantes lesões de Rodrigo Caio.

Para finalizar, o jornalista afirmou que o ajuste não é simples, mas é capaz: “Filipe Luís é um defensor completo, bem diferente do típico lateral formado no Brasil. Deixaria a equipe mais bem distribuída em campo”.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Se o Arão pode ser zagueiro o Filipe também pode né rsrs. Sempre pensei mais no Filipe como meio campista do que zagueiro. Acho que como situação emergencial, como aconteceu terça feira, tudo bem, mas não creio que seja a melhor posição pra ele seguir a carreira. Talvez em um esquema com 3 zagueiros (3 zagueiros mesmo, não esse sistema do Ceni que os zagueiros sobem pro ataque o jogo todo). De qualquer forma acredito que o problema é maior do que os jogadores que entram. O Rogério precisa ajustar posicionamento e recomposição, isso já ajuda muito qualquer um que entrar ali.