Indefinição por direitos econômicos de Rodrigo Muniz emperra negociação do atacante

As tratativas entre o Flamengo e o Genk, da Bélgica por Rodrigo Muniz caminhavam para um desfecho, porém, a indefinição por conta dos direitos econômicos do atacante esfriaram o negócio. A direção do Mais Querido quer que o Desportivo Brasil, detentor de 50%, abra mão de 20%, o que lhe daria 30% da transação. O negócio é pela venda dos 100%.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


O Desportivo Brasil ainda não se definiu, pois viu uma oportunidade de arrecadar mais com uma transferência do jogador. Muniz, que iniciou como titular do ataque do Flamengo no Campeonato Carioca, marcou gols, se valorizou no mercado e passou a chamar atenção de diversas equipes. Oficialmente só a proposta do clube belga chegou a ser formalizada.

O atleta pode render 5 milhões de euros (cerca de R$ 33 milhões) aos cofres do Rubro-Negro. Internamente, o atleta também teve uma avaliação positiva, mas o Fla, através de Bruno Spindel, diretor executivo de futebol, chegou a dizer em entrevista que conta com o atacante no elenco. Vale lembrar que depois de Gabigol e Pedro, Muniz é a terceira opção para o ataque.

— As questões de mercado são muito do que o Flamengo recebe e avalia. Então, nós sempre recebemos todas as propostas, avaliamos e respondemos. Tem o lado do clube, o lado do jogador, a gente pensa com muita calma, muita tranquilidade, sobre o impacto que vai trazer financeiro e esportivo para o clube. Nós confiamos muito no Rodrigo Muniz, ele fez uma temporada boa ano passado, ele está fazendo uma temporada muito boa este ano, fez jogos sensacionais no Campeonato Carioca.

— Ele é um jogador muito jovem, é natural que desperte interesse de vários clubes do mundo. Este interesse está vindo, as consultas e as propostas estão chegando, não posso falar de nomes específicos, mas estão chegando. O clube, o atleta e o seu agente vão avaliar, responder e tomar as decisões que forem as melhores para as partes. Mas nós contamos muito com o Rodrigo, somos muito felizes com ele. O Rodrigo é uma pessoa sensacional, um cara super comprometido com o trabalho sério, que tem performado no nível mais alto aqui no Flamengo -, concluiu o dirigente na ocasião à ESPN.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *