Tulio Rodrigues: “Confusão no Fla-Flu com convidados, demonstra que não há como a Ferj controlar público”

FOTO: ANDRÉ DURÃO/GE

No clássico deste sábado (15), entre Flamengo x Fluminense, a FERJ liberou 150 convidados para cada clube. O Rubro-Negro levou os seus e foi possível ver através de fotos, diversas pessoas sem máscaras na arquibancada, um dos protocolos a ser seguido.

Fora isso, os convidados deram para torcer e provocar os rivais. No fim, confusão generalizada e há relatos até de objetos atirados. Aí vai o meu questionamento: Se a Ferj junto com os clubes não conseguiram manter o controle com seus “contemplados“, qual a garantia que terá com torcedores?


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Segundo o colunista do UOL, Marcel Rizzo, a Ferj quer a liberação de 25% da capacidade do estádio para o segundo jogo. A ideia é criar tendas para fazer os testes rápidos e verificação de exame PCR e pessoas vacinadas. Será que não haverá aglomeração? Outra, como atestar que os documentos a serem apresentados não são falsos? Por fim, qual a garantia da eficácia dos testes para os resultados, já que há pessoas que o pre-assintomático pode estar transmitindo, mas sem apresentar sintomas?

A secretária de saúde do Rio não ficou satisfeita com o plano. Há preocupações com relação às testagens RT-PCR, que só identificam casos positivos a partir do terceiro ou quarto dia de contaminação, portanto a chance de um falso positivo em exames feitos até 36 horas antes são maiores do que daqueles feitos com intervalo de tempo superior“, diz Marcel Rizzo em sua coluna.

Eu não quero politizar a questão ou partir para definir o que é certo ou não, mas as medidas propostas pelos órgãos públicos estão aí e qualquer estabelecimento que queira funcionar tem que segui-los. Parece é que clubes e Ferj não conseguem entregar o mínimo de segurança sanitária.

A maior segurança para receber público é quando a população estiver vacinada. Aí, como em outros países, nem máscara será preciso nos eventos esportivos. Querer impor um retorno do público com a falácia de que os protocolos sai seguros, é pensar somente no bolso e jogar aos leões a população.

Me siga nas Redes Sociais e vamos trocar uma ideia:

Youtube I Twitter I Instagram I Facebook

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *