102 títulos de sócios podem ter sido vendidos irregularmente na gestão Bandeira; Conselho do Fla apura o caso

FOTO: DIVULGAÇÃO / FLAMENGO

Conselho Deliberativo do Flamengo se reuniu na noite desta segunda (21), na Gávea, para analisar supostos erros na emissão de título de sócio proprietário durante a gestão de Eduardo Bandeira de Mello. Uma auditoria foi feita e o resultado foi apresentado aos conselheiros do clube. Segundo o relatório, há 102 irregularidades.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Os problemas se devem a falta de cobranças de taxas, mensalidades, erros em transferências e cada situação será analisada de forma individual. Os conselheiros aprovaram a criação de uma comissão, a ser nomeada pelo Conselho Diretor, liderado por Rodolfo Landim, para análise de cada caso. Após esse novo escrutínio, o assunto volta para à Assembleia do Deliberativo.

O Flamengo dispõe de três categorias de associados: O Contribuinte Individual, Patrimonial e Proprietário, que tem entre seus benefícios, o direito de frequentar a sede social, votar na eleição para presidente e se tornar conselheiro. Ainda há a modalidade Contribuinte Off-Rio, alvo de polêmicas no último ano por conta dos aumentos subsequentes da mensalidade.

Para emissão de títulos de proprietário, o Conselho Diretor carece da anuência do Conselho Deliberativo e deve justificar os motivos para abertura das novas vendas, bem como o destino do valor arrecadado. Na gestão de Eduardo Bandeira de Mello, esse procedimento foi adotado algumas vezes com fins de melhorias para sede com obras.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • e ainda tem que ache que esse banana foi o responsável pela reestruturação do Flamengo… é ser muito ingênuo e não conhecer absolutamente nada dos bastidores do clube.