Landim explica mudança na premiação dos jogadores e limita remuneração para apenas casos de títulos

FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

A premiação paga a jogadores e funcionários do departamento de futebol do Flamengo é um assunto que muitas vezes fica em evidência. Na gestão de Eduardo Bandeira de Mello, haviam metas pré-estabelecidas por posição conquistada nos campeonatos em que o clube estivesse disputando. Esse planejamento gerava muitas críticas, pois para os torcedores e também internamente, o bônus só deveria ser pago em caso de títulos. Em entrevista ao podcast “Folha Seca”, de Portugal, o presidente Rodolfo Landim disse que vem tentando mudar esse processo.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Entre os atletas, o que a gente tentado fazer, é atrelar a remuneração a uma parcela bastante razoável de remuneração variável em função dos resultados. Ou seja, a medida que os anos vão passando, esse já é o terceiro ano que eu estou aqui, o que a gente foi modificando foi cada vez mais, concentrando, e aumentando a premiação quando os jogadores conseguem ganhar os campeonatos e reduzindo a parcela de remuneração variável em caso da vitória do título não acontecer.

Antigamente os jogadores acabavam recebendo uma remuneração que era uma parcela da remuneração que o clube ganhava de premiação pelo campeonato. Hoje eles podem ganhar mais do que o clube pode receber de premiação desde que eles ganhem o campeonato. Se eles não ganharem o campeonato, não vão ganhar remuneração nenhuma —, finalizou.

Geralmente as entidades que organizam os campeonatos, pagam aos clubes por fase, quando o torneio é eliminatório, ou por colocação final, como é o caso do Campeonato Brasileiro. Na Libertadores deste ano, por exemplo, o Rubro-Negro recebeu US$ 1 milhão (R$ 5,6 milhões) por ter se classificado para as oitavas de final. Seguindo adiante em mais uma etapa, receberá mais US$ 1,05 milhão (R$ 5,9 milhões). Se desclassificado ou qualquer colocação que não seja o título, o planejamento do presidente é que jogadores e demais membros do departamento de futebol não recebam qualquer premiação.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *