Comentarista detona atuação do Flamengo e dispara: “Renato precisa reavaliar muitas coisas”

FOTO: MARCELO CORTES/ FLAMENGO

Com time alternativo, o Flamengo não conseguiu superar o América-MG, neste domingo (26), e ficou no empate por 1 a 1, na Arena Independência. A atuação da equipe rubro-negra foi alvo de muitas reclamações da torcida rubro-negra e não escapou de críticas da imprensa. O comentarista Renato Maurício Prado, por sua vez, detonou o desempenho do Mengo e afirmou que, apesar do gol sofrido nos minutos finais, o time não merecia a vitória.

– O Flamengo não merecia a vitória. Estava ganhando com um gol de placa do Michael, mas o time jogava muito mal. O Renato Gaúcho precisa reavaliar uma série de coisas. A principal delas, na minha opinião, é essa troca da pressão pós-perda, que o Fla fazia tão bem na época do Jorge Jesus e que chegou a fazer sob o comando do Renato.

– Mas agora, a cada jogo que passa, sinto que o Flamengo prefere recuar e dar campo ao adversário para contra-atacar. Isso aí não está dando muito certo e pode ter um preço alto.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Apesar do resultado adverso, o Flamengo não tem tempo para lamentar e precisa virar a chave para o jogo de volta contra o Barcelona de Guayaquil, pela semifinal da Libertadores. A partida será disputada nesta quarta-feira (29), às 21h30 (horário de Brasília), no Equador. O Coluna do Fla traz a transmissão mais rubro-negra da internet, com a voz de Rafa Penido.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Não pode ficar poupando jogadores, cada jogo é um treinamento. O Vitinho não era para ter entrado no primeiro tempo. Era pra ter o Andreas e o Michael logo no primeiro tempo.

  • A Diretoria precisa estar atenta ao seu quadrado. O tempo está mostrando que para um elenco de OUTRO PATAMAR, o técnico tem que ser de OUTRO PATAMAR. O time do Renato só está jogando quando a formação é próxima daquela do JJ. Quando ele tem que formar um time sem os titulares, tem sido desastre em cima de desastre. Ou seja, Renato mostra a cada dia suas deficiências técnicas e principalmente TÁTICAS, sua incapacidade de ler o jogo e de atuar para ajustar o time. Ontem aconteceu exatamente isso, ele estava VENDO as dificuldades do Renê, chegou a perguntar isso, mas ainda assim, após o gol do Michael, foi incapaz de corrigir a flagrante deficiência. O pior de tudo, foi perpetrar essa LAMBANÇA em um jogo contra mais um time do Z4 e ainda sabendo dos resultados favoráveis de nossos adversários diretos. UM PECADO IMPERDOÁVEL. Fica assim demonstrada sua incapacidade de gerir resultados em conformidade ao planejamento do clube. O Flamengo não está evoluindo taticamente, nem apresentando desempenho proporcional a suas forças, apesar do altíssimo investimento. Renato dizia que com um time de 100 milhões qualquer um ganhava. Hoje tem um time de 200 milhões e não sabe o que fazer com ele. O comportamento do time, quando sai do modo JJ, tem sido decepcionante, mesmo quando ganha. A teimosia em escalar jogadores que não correspondem em campo, como Vitinho, Renê, Leo Pereira, tem sido constante. As substituições têm sido calamitosas, ou tarde demais para produzir qualquer mudança no resultado, erradas no posicionamento do jogador ou ainda alienadas quanto a correção tática do andamento do jogo. Ontem Vitinho novamente não contribuía, BH estava mal e ainda assim voltaram do intervalo. Quando sabedor da importância do resultado era para ter colocado de imediato o time pra frente, com Michael e Kenedy. Quando é pra reconhecer o desempenho dos garotos Mateuzinho e Ramon, reluta, mas inexplicavelmente coloca Lázaro como se fosse uma arma que pudesse mudar o placar, tendo no banco um expoente do quilate do Kenedy. Depois com a vantagem, tira o Arão e deixa um extenuado Tiago Maia e a defesa aberta já ciente das dificuldades do Renê. Depois de novas desculpas descoordenadas da realidade na entrevista pós jogo, só resta pedir a DIRETORIA que reconheça que precisa trazer um técnico a altura desse elenco estrelado, ou todo o investimento será inútil e frustrante do ponto de vista do investimento realizado.

  • Ué gente, vocês já viram algum treinador brasileiro fazer o que JJ fez com tanta competência? Estranho esperarem que Renato faça isso agora.
    Renato é isso aí mesmo, excelente gestor de grupo, limitado taticamente, no mesmo nível de todos os treinadores brasileiros.
    Um dia, quem sabe, quando o real não estiver tão desvalorizado e a pandemia finalmente estiver controlada, o Flamengo poderá mapear treinadores europeus novamente.
    Não adiantar esperar compactação, linhas próximas, linha alta defensiva, marcação na saída de bola adversária, pressão pra retomada de bola, jogadas ensaiadas e triangulações enquanto o treinador for brasileiro. E não é questão de preconceito, o futebol brasileiro parou no tempo e até hoje não entendeu a importância tática no futebol.
    Somos totalmente dependentes de dribles e jogadas individuais para construir jogadas de gol, ontem foi um exemplo claro disso.
    Não à toa o time sofre tanto quando Arrascaeta não pode jogar, não há ninguém com a categoria dele e o time simplesmente não sabe se organizar para jogar de outra forma mantendo a competitividade.

  • O Flamengo tem elenco pra chegar nas finais das três competições . O espírito do Mengão é sem dúvida ganhar! ganhar! O Renato e jogadores não podem fugir desta responsabilidade . Vamos apoiar e continuar sendo feliz.

  • Ele está conseguindo acabar com o Guto do time jogar ,seria melhor fala prós jogadores jogarem como jogavam com o Mister ,agora com o elenco que tem o flamengo está jogando cm time pequeno em contrataque até pq n se pode esperar muito desses técnicos brasileiros sem esquecer o Abel Ferreira.

  • Renato acabou com a tática do Fla.

  • O Flamengo esta sobrevivendo de jogada individuais o elenco é muito bom a verdade é essa. Renato tem ir menos a praia e mais ao ct de treinamento. O time não tem jogada ensaiada e o padrão de jogo não existe. O mesmo do igual ……

  • Jogar no contra ataque, beleza, quando você tá ganhando de 2 a 0 ou quando não consegue agredir o adversário. Entra em campo com essa proposta? Não é pro Flamengo. O elenco não foi feito pra isso. E se o clube quiser um técnico de contra ataque tem melhores que o Renato. Ele não se gabava tanto de ter o melhor futebol do país lá no Grêmio? Então trate de reproduzir isso no Flamengo. Pare de jogar com 3 volantes e substitua mais cedo. Mas não vou cair na besteira de achar que a temporada acabou ou que o time vai só regredir. Isso é coisa de torcedor modinha. Se terminar o ano ganhando libertadores e copa do Brasil é pra se comemorar muito.

  • Sempre falei que o Renato é treinador de mata mata, treinador copeiro, brasileirão esquece, ele não tem capacidade de arrumar o time para ser campeão!
    Apesar que esse time do Flamengo basta os caras quererem jogar que ganham tudo, não precisa de treinador, tem treinador que até atrapalha!

  • Este final de ano será sofrido para a Nação rubro-negra porque teremos que aguentar o boleiro Renato como técnico, um sujeito que não acredita no estudo para dar um padrão tático a seu time. Tivemos sorte no nosso caminho na Libertadores e na Copa do Brasil porque fugimos de adversários fortes como Boca, River, Atlético Mineiro e Palmeiras, por isso poderemos chegar a final de ambas as competições , se confirmarmos o favoritismo em ambas as semifinais. Se dependesse desse futelbozinho que o Renato implantou no Mais Querido, teríamos sido eliminados por qualquer um desses clubes fortes que ficaram fora do nosso caminho na Libertadores e na Copa do Brasil. Corremos o risco de perder a final dessas duas competições, bem como nem ser vice- campeão brasileiro. A culpa desse mal desempenho no Brasileirão é unica e exclusivamente do treinador. Nenhum outro clube do país detém um elenco tão qualificado e caro como este do Mais Querido. Para 2022, precisamos de um técnico europeu ou de Galhardo.

  • O problema do Renato é ficar poupando jogador, e quando o time faz uma atuação pífia, destrói o psicológico do jogador que vinha em alta.

  • O pior e que não estamos jogando nada,em todas as competições esse Renato, não treinador não…… o time está cada dia pior,está preucupando para 4feira….

  • A posição do Renato de não ligar para o Brasileirão, recai sobre os jogadores, que também passam a dar prioridade a Libertadores e Copa do Brasil.