Marcos Braz comenta polêmica com Grêmio e reforça necessidade de público nos estádios

FOTO: REPRODUÇÃO

Ao longo da última semana, o Grêmio ameaçou, em diversas oportunidades, não entrar em campo contra o Flamengo pela Copa do Brasil. Isso porque, segundo o Tricolor, o Mais Querido não poderia ter torcida no jogo de volta, pois a ida teve portões fechados. No entanto, a postura dos gaúchos já mudou e o confronto deve seguir normalmente. Sobre o assunto, em entrevista coletiva, Marcos Braz exaltou a importância da volta da torcida aos estádios e rechaçou a isonomia.

Não vou entrar em assunto jurídico. Deixo para o Dr. Rodrigo falar. Quanto à isonomia, eu tenho por mim que alguns pontos são impensáveis na dificuldade atual, em relação a obter recurso. Acho que é insano não ter a volta do público ou não entenderem que a volta é importante. Claro que sempre com os devidos protocolos, devidas ações governamentais, que o Flamengo cumpre todas – disse, antes de completar:

Acho que não deveria ter nenhuma ação. Eu respeito o posicionamento do Grêmio e quem pensa diferente, mas a gente aqui, com o Bruno, tem preocupação enorme com a falta de publico. Se o Flamengo está preocupado, acho que os outros clubes também. Novamente, com os devidos protocolos, com todas pessoas capazes de fornecer toda segurança ao publico geral – finalizou.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Agora, a fim de passar no ‘evento teste’, o Mais Querido terá de cumprir todos os protocolos à risca. Isso porque, um mês atrás, o Atlético-MG também conseguiu liminar junto a Prefeitura, mas não passou nem perto de estar a par das regras impostas. Dessa forma, o mandatário de Belo Horizonte, Alexandre Kallil, suspendeu o público nos estádios mineiros.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *