#CincunDay | Goleada histórica do Flamengo em cima do Grêmio completa dois anos; relembre

FOTO: REPRODUÇÃO

O dia 23 de outubro será sempre lembrado com carinho pela torcida do Flamengo. Isso porque, em 2019, o Rubro-Negro aplicou o histórico 5 a 0 sobre o Grêmio, no Maracanã, pela semifinal da Libertadores. Na ocasião, o Mais Querido deu um baile e atropelou o rival gaúcho, garantindo a classificação à final. Este emblemático jogo completa dois anos neste sábado (23).

Sob o comando de Jorge Jesus, o Flamengo chegou a final da Libertadores após 38 anos. Em uma noite iluminada do Rubro-Negro, Gabriel Barbosa, Bruno Henrique, Pablo Marí e Rodrigo Caio foram os responsáveis pelos gols. O camisa 9, inclusive, balançou as redes em duas oportunidades.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


Além da classificação e do baile, esta partida é simbólica para o Flamengo, visto que marca o retorno de Diego Ribas aos gramados. O camisa 10 sofreu uma lesão ainda em julho de 2019, precisou passar por cirurgia e, em tempo recorde, retornou aos gramados em 23 de outubro do mesmo ano. O meia entrou no fim da partida e protagonizou um lance que poderia ser o sexto gol do Rubro-Negro, no entanto, parou nas mãos de Paulo Victor.

Curiosamente, quis o destino que no aniversário de dois anos desta goleada, Renato Gaúcho estivesse no comando do Flamengo. O treinador era o técnico da equipe gaúcha e, inclusive, protagonizou diversas polêmicas com o Mais Querido no período que esteve à frente do Tricolor. Na época, Portaluppi concedeu algumas entrevistas que são lembradas até os dias de hoje.

Como dito, o 5 a 0 em cima do Grêmio levou o Flamengo à final da Libertadores daquele ano e, após uma partida histórica contra o River Plate, conquistou o título da competição continental. Agora, dois anos depois, em 2021, o Rubro-Negro está novamente na final do torneio e, desta vez, sob o comando de Renato Gaúcho, tem a chance de conquistar o tricampeonato. O duelo contra o Palmeiras acontece no dia 27 de novembro, em Montevideo, no Uruguai.

RELEMBRE OS GOLS DA PARTIDA:

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • ÉPOCA EM QUE TINHAMOS UM TÉCNICO CORAJOSO E SEM COVARDIA. TODOS JOGAVAM E COM VONTADE E O TÉCNICO COBRAVA EXIGIA, RECLAMAVA, XINGAVA, COLOCAVA PRA CIMA DESSES PREGUIÇOSOS E EXTRAIU O MELHOR DE CADA.
    JÁ NOS DIAS ATUAIS. BOM TODOS ESTÃO VENDO UM TIME MORTO, SEM BRIO, SEM RAÇA, SEM VONTADE E UM TÉCNICO SEM CULHÃO PARA COBRAR, EXIGIR E PRINCIPALMENTE RETIRAR OS MORTOS DE PALETÓ DO TIME.