Jornalista critica torcida do Flamengo após vaias: “Só admite vitórias e shows”

FOTO: PAULA REIS/FLAMENGO

Na noite de quarta-feira (27), o Flamengo entrou em campo contra o Athletico-PR, pela Copa do Brasil. O Mengo sofreu um revés por 3 a 0 e foi eliminado do mata-mata nacional. O resultado serviu para tumultuar ainda mais o ambiente vivido no clube nos últimos dias. Para o jornalista Paulo Cobos, da ESPN, a torcida cobra qualidade da equipe, mas deve reconhecer os méritos conquistados até o momento.


Quer comprar produtos do Flamengo pela internet? Conheça a loja mais rápida e segura!


No Flamengo atual, a torcida só admite vitórias e shows. Se Renato ganhar a Libertadores, seria estupidez não reconhecer seu mérito. Mas vai bastar uma derrota em um clássico para ele ser vaiado e ouvir a torcida pedindo ‘Mister’.”,  disse Paulo Cobos, na ESPN.

A torcida relembra com carinho o ano de 2019, que marcou pelo futebol apresentado, os títulos conquistados e o comando de Jorge Jesus. De lá para cá, o time teve Domènec Torrent, Rogério Ceni e agora Renato Gaúcho, que não conseguiram manter o nível dentro de campo. Apesar de lampejos de um bom futebol, os treinadores não caíram nas graças da torcida.

Com um ambiente turbulento, o Flamengo busca encontrar o caminho das vitórias. No próximo sábado (30), encara o Atlético-MG, às 19h (horário de Brasília), no Maracanã. O Mengão está em quarto lugar, com 46 pontos, enquanto o Alvinegro é líder, com 59. A transmissão mais pé quente, você encontra no Coluna do Fla, via Youtube. Com Rafa Penido no comando.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Triste ver o Flamengo ser refém da situação que se formou. Desgaste por excesso de jogos, departamento médico que não funciona, ausências por convocações e lesões e um técnico chamado às pressas para apagar incêndio (nem teve pré-temporada). Por isso, NÃO critico e apóio o Renato Gaúcho e o time nesta fase difícil. E para aqueles que estão criticando, não se esqueçam de que ele teve uma fase vitoriosa no Grêmio (mais de 3 anos, o que é algo raro no futebol atual) e por muito tempo, flertamos para contar com ele na equipe.
    FORÇA, RENATO!!!

  • Esse tal jornalista Paulo Cobos, deve entender de culinária e participou do programa errado, não sabe o que fala. Não se trata de derrota. Não é perder o jogo, mas a forma como se perde. Quando um time profissional, com o elenco que tem, com a estrutura que tem perde um jogo, é normal. Agora, quando perde dois, três, quatro e empata outros tantos, da mesma forma, apresentando os mesmos erros e deficiências, não pode ser normal. Torcida tem que cobrar sim. Quando o trabalho é bem feito, a torcida reconhece, aplaude na alegria e na tristeza, mas não é o que estamos vendo.