Patrocinador do Fla discute com torcedor em rede social e ameaça não renovar contrato com Rubro-Negro

FOTO: DIVULGAÇÃO / MOSS

Durante esta semana, o jogador Vitinho foi, indiretamente, centro de uma polêmica nas redes sociais. Isso porque, Luis Adaime, CEO da Moss Earth, patrocinador do Flamengo, entrou em contato com o Departamento de Marketing do clube para solicitar que o camisa 11 deixe de jogar com os meiões abaixados, já que estampa a marca no local. Na noite desta terça-feira (19), o empresário chegou a discutir com um torcedor nas redes sociais e ameaçou não renovar o vínculo com a equipe.

Em seu perfil no Twitter, Luis Adaime fez uma publicação questionando o Departamento de Marketing do Mengo, alegando que eles “somem” e não resolvem a solicitação referente aos meiões de Vitinho. Entretanto, um torcedor criticou o gestor e recebeu uma resposta dura do representante do patrocinador: “Deixa que eu não renovo, clube que corra atrás, adeus”, disse o empresário.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


CONFIRA A PUBLICAÇÃO:

Empresa especializada em crédito de carbono, Moss e Flamengo têm parceria desde abril de 2021, e o vínculo vai até dezembro do mesmo ano. Além do time masculino, a companhia exibe sua marca no futebol feminino, basquete e nos esportes eletrônicos. No acordo, o Mengo recebeu a quantia de R$ 3,6 milhões, que foi pago à vista pela instituição.

Com a Moss estampada no uniforme, o Flamengo visita o Athletico-PR, nesta quarta-feira (20), pela Copa do Brasil. A bola rola às 21h30 (horário de Brasília), no primeiro duelo das semifinais do torneio. Como de costume, você acompanha todos os detalhes da partida com o Coluna do Fla, ao vivo, na voz de Rafa Penido e comentários de Tulio Rodrigues, via YouTube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O contrato é um ato jurídico e perfeito em que nenhuma circunstância comportamental possa modificar os direito e deveres adquiridos entre ambas as partes. Cabe as partes ajustarem sem interveniencia de qualquer torcedor. Assim, Contratante e Contratada continuarão ganhando e fortalecendo a parceria.

  • Patrocinador está com a razao, ele paga pra ter divulgação. da marca…ficar batendo boca com torcedor está errado..

  • A verdade é que não é a primeira nem a segunda vez que esse senhor Luis Felipe, CEO da Moss e segundo ele torcedor do Flamengo, aparece pra causar polêmica no Twitter. Se o cara tem algum problema com o Flamengo, resolva com a diretoria. Bater boca com torcedor no Twitter não resolve nada, nem trás nada de bom pra ninguém. Esperneando desse jeito ele parece ser qualquer coisa, menos um diretor de uma empresa milionária. Flamengo que abra o olho com seus parceiros, mas de uma coisa eu tenho certeza, se a Moss sair tem gente pra entrar e pagar igual ou melhor.

  • Errado tá o torcedor de querer discutir uma coisa que não tem discussão, só sendo retardado pra defender a atitude do Vitinho. Patrocinador tá coberto de razão, culpa do departamento de marketing e da diretoria que permite que Vitinho faça isso, já não basta prejudicar o desempenho do time em campo, agora quer prejudicar nas finanças também. Só faltava essa agora, e ainda tem torcedor demente que defende o Vitinho.

  • A patrocinadora esta certa em reclamar, e o Vitinho esta errado em usar a meia arriada, já que tem um contrato a cumprir.
    Mas agora, o CEO da patrocinadora ficar discutindo com torcedor em rede social, ai não.
    Essas reclamações tem que ser feita com o marketing do Club, que e muito lento as vezes e vacila muito.

  • Meião é item de patrocínio no clube, se fosse para usar arriado a FIFA deixaria na regra usar meinha. Se você é operário em uma empresa, ou trabalha em hospital ou qualquer outro lugar que necessita de uniforme, tu vai chegar na portaria com roupa de passeio? O Vitinho está errado em querer jogar igual jogador dos anos 80, o cara ganha milhões, o mínimo que se espera é o respeito por quem paga sua folha.

  • Concordo com o patrocinador que o departamento de marketing do clube de futebol “come mosca” muitas vezes, mas, na boa, um contrato de patrocínio não pode ser não renovado apenas porque um torcedor, sem vínculo algum com a diretoria, escreveu bobagem nas redes sociais. Aliás, o recorde na venda dos Fan Tokes do Mengão ontem mostrou que as estatísticas que medem a torcida do Mais Querido estão erradas; mas, muito erradas para baixo. Começo a desconfiar que o tamanho da Nação Rubro-Negra é muito maior que 42 milhões de torcedores. O Corinthians vendeu Fan Tokes também e a velocidade de venda nem chegou perto do alcançado pelo Mengão( se o Mais Querido tivesse disponibilizado 10 milhões de Fan Tokes ao invés de 1,5 milhão, eles já estariam esgotados também). O problema é que o futebol atrai torcedores para a gestão do clube que, muitas vezes, são amadores na função que exercem na administração da agremiação esportiva. O exemplo claro mais claro de como se “come mosca” é que o Mengão teria que aproveitar o sucesso do BRB Nação Fla e lançar um IPO no mais tardar no começo do ano que vem, antes que a eleição maluca para Presidência da República de 2022 dê sua largada e acabe de destruir o que sobrou do Brasil após a interrupção da cadeia produtiva nacional durante a pandemia, para faturar mais de 1 bilhão de reais e construir seu estádio, mas os caras nem param para pensar nesse imenso potencial.

  • O patrocinador tem razão em reclamar, e o jogador tem que aceitar, mas esse pacto deve ser cobrado internamente. Não faz o MENOR sentido um CEO ficar batendo boca com torcedor. O torcedor não é infiltrado, é apenas e acima de tudo um torcedor, que tem sua paixão pelo clube. O MAIOR erro é o CEO ficar fazendo essa reclamação na redes sociais. Isso era pra ser tratado internamente, até com respeito a contratos e uso da marca. Mas, talvez, ele esteja querendo mesmo essa discussão apenas pra promover a marca. Seria o cúmulo, mas não duvido de nada… SRN

  • O empresário, que, por acaso, é flamenguista declarado, está certíssimo em exigir que o jogador pare de fazer isso. O suposto torcedor do flamengo, por outro lado, deve ser um infiltrado. A marca paga para ser exposta. O mesmo acontece com alguns jogadores que ficam dobrando os shorts para ficar parecendo um biquíni e escondem a marca do patrocinador.

  • Perder patrocinador, apesar do clube ser uma vitrine, não é legal.
    … ou o CEO da MOSS é despreparado, ou ele aproveitou uma oportunidade para sair de algo que não lhe é favorável ou ACHA que não é….
    Um gerente de alto nível não vem à mídia para discutir com torcedor. LASTIMÁVEL!!!
    Acho que a MOSS deve ficar de olho neste cara … ou futuramente, vai lhe causar algum problema.
    Os jogadores tem que ser informados sobre regras dos mais diversos segmentos, que possam afetar o clube.
    Vez em quando, o Mengão sofre uma multa por descumprimento de regra. Isso não tem cabimento!
    Vitinho é um bom jogador que se acha maravilhoso. Reclama o tempo todo e dificilmente ajuda em marcação. Joga com as duas pernas, chuta bem e tem dado assistências. mas, erra bastante.