Willian Arão lamenta casos de racismo nos estádios e cobra punições severas das autoridades

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

Na última quarta-feira (29), o Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2 a 0, e se classificou à finalíssima da Copa Libertadores. Durante a volta da equipe rubro-negra do intervalo, jogadores do Mais Querido foram vítimas de racismo por torcedores da equipe equatoriana. Em entrevista à ESPN Brasil, Willian Arão se pronunciou sobre o ocorrido.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


O volante recordou os atos da torcida do Olimpia, do Paraguai, nas quartas de final. Contudo, disse que não ouviu em campo, no Equador, os sons semelhantes aos emitidos pelos paraguaios, imitando macacos. Apesar disso, Arão lamentou e repudiou tal prática.

Lamentável! É isso que você acabou de falar. Contra o Olimpia, eu ouvi, sim, e vi de onde veio o insulto, não consegui identificar na hora ali dentro do campo quem exatamente era a pessoa. Esse do Equador, eu vou ser sincero para você e dizer que eu não ouvi nada, não ouvi, nem vi. Nem vi vídeo ainda também -, disse, antes de completar:

Mas se de fato houve isso, é lamentável, é lamentável! Assim, eu fico realmente muito triste porque hoje em dia ainda ter essas coisas é de uma tristeza profunda. Eu tenho dois filhos, e eu só penso neles, em um mundo melhor pra eles.

Ainda que não tenha visto ou ouvido os torcedores do Barcelona cometerem o ato racista, Willian Arão cobrou atuação rígida das autoridades para averiguar o episódio e evitar novos casos.

E peço pra que, se de fato houve, as autoridades atuem da maneira mais rígida possível, tem que acabar com isso de uma vez por todas, essa é a minha opinião, tem que ter punições severas, tem que ter um controle severo para que isto não aconteça e não se torne rotina como tem sido.

Com o camisa 5 à disposição do técnico Renato Gaúcho, o Flamengo vira a chave e volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. Afinal, neste domingo (03), o Mais Querido enfrenta o Athletico-PR, a partir das 16h (horário de Brasília), no Maracanã. A Rede Globo exibe a partida em TV aberta, mas a transmissão mais pé quente e rubro-negra da internet, como de costume, fica por conta do Coluna do Fla, via YouTube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *