CBF adia apenas jogo do Atlético-MG em Data Fifa e gera incômodo nos clubes

FOTO: DIVULGAÇÃO / ATLÉTICO-MG

Internamente, a Confederação Brasileira de Futebol tem sido obrigada a dar explicações. Isso porque, embora diversos clubes tenham solicitado, apenas o Atlético-MG teve a partida adiada nesta reta final de Campeonato Brasileiro e, justamente, na Data Fifa, quando sofrerá com desfalques, tão qual o Flamengo – devido à convocações.

Atlético-MG x Bahia estava marcado para o dia 14 de novembro, durante a Data Fifa. Contudo, este duelo foi alterado para o dia 02 de dezembro, em uma data de ‘escape’ da CBF. Assim como Flamengo e Palmeiras, o Athletico-PR também chegou a pedir adiamento de partidas, mas não foi atendido.

A CBF, no entanto, alega que precisa manter as partidas por não ter mais datas disponíveis. Além de, segundo a entidade, ela preza pela igualdade entre as equipes, mantendo assim todos os clubes atuando duas vezes como visitantes e duas como mandantes na reta final do Brasileirão. As informações foram divulgadas primeiramente pelo jornalista Rodrigo Mattos, do Uol Esporte.


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


A Confederação Brasileira de Futebol, inclusive, tentou se justificar sobre o tema ao jornalista Rodrigo Mattos: “Athletico x Atlético-MG, pela rodada 33, precisará ser em 16/11 por não ter outra data tecnicamente viável, pois São Paulo x Athletico, pela rodada 34 (data da final da Sul-Americana), foi obrigatoriamente remarcado”, disse, em parte da nota, antes de prosseguir:

“Caso o jogo remarcado para a data de escape 2 (meio de semana de 01/12) fosse Athlético x Atlético-MG, o Athletico ficaria com três jogos em casa nas quatro últimas rodadas, desequilibrando a reta final; se o jogo remarcado para 01/12 fosse SPA x ATP, o ATP ficaria prejudicado, com três jogos fora nas quatro rodadas decisivas, e o SPA seria beneficiado, com três jogos em casa nas quatro últimas; se os dois jogos fossem para o escape (terça e sexta), o SPA continuaria beneficiado“, ponderou.

Ao final, a CBF entende ter mantido a isonomia da tabela: “Com todas as dificuldades, teremos uma reta final (4 últimos jogos) com os vinte clubes jogando dois jogos em casa e dois fora“, explicou, embora não tenha comentado o fato de o Atlético-MG ter sido o único time que não jogará na Data Fifa de novembro.

A Confederação defende-se que está dando o mesmo tratamento aos finalistas da Libertadores, com jogos na terça-feira (23 de novembro) antes da decisão. Estas partidas ainda não foram remarcadas – e a CBF pretende não adiá-las. Com isso, o Atlético-MG, por exemplo, pegará o Palmeiras na semana da finalíssima da maior competição sul-americana, enquanto neste mesmo dia o Fla visitará o Sport, em Recife.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Se não podia remarcar outros jogos, então não deveria ter remarcado nenhum, Cadê a isonomia?

  • Se não podia remarcar outros jogos, então não deveria ter remarcado nenhum, Cadê a isonomia?

  • Beneficiando o atlético para ver se assim ele consegue ser campeão.

  • Tudo arrumadinho para o Galo quebrar o jejum de 50 anos sem brasileirão.

  • Que a CBF está tentando de todas as formas que o Atlético seja campeão já está na cara a muito tempo, mas quem também parece estar na mesma intenção é o Flamengo, que resolveu avacalhar todo o departamento de futebol e vai perder os 3 títulos que poderia ter ganho facilmente. Na boa, a culpa de tudo isso está dentro do próprio clube.

  • O que o Flamengo deveria fazer seria escalar somente os juniores a partir de agora . Se a CBF não valoriza o próprio campeonato que organiza o Fla TB não deve valorizar. Deixar que os patrocinadores cobrarem deles . Esse campeonato tá u.a palhaçada escancarada !!

  • Além de adiar o jogo apenas do Atlético, vai deixar que na mesma semana da final da libertadores o Atlético jogue contra o Palmeiras, que teoricamente não briga por mais nada no Brasileirão e deve ir com time reserva, facilitando pro Atlético no Brasileirão. Enquanto o Flamengo irá visitar o Sport que está na briga contra o rebaixamento, tornando obrigação do Flamengo levar time titular se quiser ainda alguma coisa no Brasileirão. Esse é o tratamento igual da CBF?