Em jogo quente, Flamengo bate o Bahia e se segura em briga pela ponta do Brasileirão

Por: Jonas Coelho

O Flamengo venceu o Bahia por 3 a 0, nesta quinta-feira (11), no Maracanã, em jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em pênalti polêmico, Gabigol marcou o primeiro gol do duelo e chegou ao centésimo pelo Rubro-Negro. Michael e Andreas Pereira também marcaram e sacramentaram a vitória rubro-negra. Com a vitória, o Mengo chegou aos 57 pontos ganhos e se manteve na terceira posição da tabela.

Desde os primeiros minutos, o jogo se desenhou com o Flamengo controlando a posse da bola, tentando pressionar o Bahia. O time rubro-negro demorou para criar a primeira chance clara de gol, mas mantinha paciência e trocava passes no campo do adversário.

Apesar do ímpeto ofensivo, foi o Bahia que levou mais perigo ao gol rubro-negro no início do jogo. Em contra-ataque rápido, Juninho Capixaba avançou na lateral do campo, passou por Gabigol e só foi parado no desarme de Ramon, dentro da grande área. Logo depois, o time baiano armou nova jogada, mas, desta vez, foi parado por David Luiz, que já se destacava na defesa rubro-negra.

A primeira oportunidade real de gol do Flamengo veio apenas aos 20 minutos do primeiro tempo. Kenedy fez belo jogada individual e sofreu falta na entrada da área. David Luiz assumiu a responsabilidade, fez cobrança rasteira no canto e, por pouco, não abriu o placar.

Já aos 26 minutos, Thiago Maia cruzou para Diego Ribas, que puxou uma bicicleta e chutou. A bola parou em cima do volante do Bahia, Conti. O árbitro da partida, contudo, viu pênalti do jogador. O VAR sugeriu a revisão, mas o juiz de campo manteve a decisão. Gabigol, como de costume, cobrou a penalidade com perfeição e marcou o centésimo gol com a camisa do Flamengo.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


Após abrir o placar, o Flamengo continuou comandando as ações da partida, mas o Bahia tentava chegar no ataque, até porque precisava do resultado para se afastar da zona de rebaixamento. Já nos minutos finais da primeira etapa, ainda daria tempo para mais polêmica. Matheus Bahia fez falta em cima de Kenedy, recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo. A decisão foi bastante contestada pelos jogadores e pela comissão técnica do Bahia, mas o juiz novamente manteve a decisão.

Durante o intervalo, a revolta do time do Bahia só aumentou. Os jogadores, inclusive, ameaçaram não voltar para o segundo tempo, mas acabaram retornando com demora. Com um a mais dentro de campo, o Flamengo continuou controlando a posse de bola. Michael, que entrou no lugar de Kenedy, passou a ser a principal válvula de escape do Mengo e, logo nos primeiros minutos da etapa complementar, já criou boa oportunidades.

O segundo gol do Flamengo saiu justamente dos pés de Michael, aos 12 minutos. Vitinho fez bela jogada pelo lado direito e cruzou na pequena área para o camisa 19, que tocou de primeira para o fundo das redes. Com tento, vale destacar, o atacante se tornou o principal artilheiro do Rubro-Negro no Brasileirão, com 12 gols.

Com 2 a 0 no placar, o jogo tinha tudo para ficar mais tranquilo, mas vinha mais polêmica pela frente. Em dividida pelo alto, Rossi acertou cotovelada em Diego Ribas, que se revoltou e ‘enforcou’ o atacante do Bahia. Após revisão do VAR, o árbitro de campo decidiu pela expulsão de ambos os atletas.

Ainda com um mais em campo, o Flamengo passou a administrar o resultado. Renato Gaúcho, inclusive, deixou isso claro com as mudanças do time. Piris da Motta, Renê e Bruno Viana entraram nos lugares de Thiago Maia, Ramon e David Luiz. Além disso, Bruno Henrique reforçou o ataque, ocupando a vaga de Vitinho. Apesar das alterações conservadoras, o Mengo ainda achou o terceiro gol, no sminutos finais. Andreas carregou a bola no meio-campo, se desvencilhou da marcação e marcou um golaço para fechar o placar.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *