Com cinco patrocínios em reta final, Fla precisa se movimentar para manter alto faturamento

Mais Querido tem acordo encaminhado com um dos parceiros, mas precisa ligar o alerta para os demais acordos


Por: Nathalia Coelho

O Flamengo chegou ao fim da temporada de 2021 sem conquistar nenhum dos títulos de expressão mais desejados, como o Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil ou Libertadores da América. Além disso, o Rubro-Negro ainda tem que se preocupar com os contratos dos patrocinadores que estão prestes a terminar.

Ao todo, o Flamengo tem cinco acordos que se encerram no dia 31 de dezembro deste ano, sendo eles com a Total, Sportsbet, ABC da Construção, Moss e Havan. Outros patrocínios, por sua vez, vão até 2022 (Mercado Livre e Tim) ou 2023 (Adidas e Banco BRB).

Vale ressaltar que, dentre os contratos que terminam ainda em 2021, o Flamengo tem encaminhada a renovação com a ABC da Construção. Como informado anteriormente, o novo acordo deve ser válido por mais dois anos, com ajuste no valor. Sendo assim, a quantia tende a passar de R$ 3 milhões para R$ 10 milhões.

Além disso, a Sportsbet vai dar lugar a Pixbet, empresa de apostas. O novo acordo pode render cerca de R$ 48 milhões aos cofres do Mais Querido. A parceria entre Flamengo e a marca prevê quatro pagamentos de R$ 12 milhões pelos próximos dois anos – até o fim de 2023 -, sendo o primeiro de imediato.

Para seguir com um alto faturamento e o ‘status’ de uniforme mais valioso do futebol brasileiro, no entanto, o Flamengo ainda terá que resolver as situações com a Havan (R$ 8 milhões), a Total (R$ 6 milhões) e a Moss (R$ 3,5 milhões). Os três acordos terminam em dezembro de 2021 e ainda não há informações sobre nenhuma movimentação envolvendo as partes.

Cabe destacar que, além das marcas mencionadas, o Flamengo ainda tem contrato assinado com Adidas (R$ 40 milhões, até abril de 2023), Banco BRB (R$ 32 milhões, até julho de 2023), Mercado Livre (R$ 18 milhões, até novembro de 2022) e com a Tim (R$ 4 milhões, até junho de 2022).


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


CONFIRA A SITUAÇÃO DE CADA PATROCINADOR:

Havan – Dezembro de 2021
Total – Dezembro de 2021
Moss – Dezembro de 2021
Sportsbet – Dezembro de 2021*
ABC da Construção: Dezembro de 2021 (renovação encaminhada)
Mercado Livre – Novembro de 2022
Tim – Junho de 2022
Adidas – Abril de 2023 (renovação precisa ser concretizada até abril de 2022)
Banco BRB – Julho de 2023 (com opção de estender até 2025)

*Como dito anteriormente, a Sportsbet será substituída pela Pixbet

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Melhor ter vários patrocinadores do que ter 1 só que seja responsável por 90 a 95% da receita dos patrocínios.
    Esse patrocinador sai e a segundona aparece…né Parmalat!!!

  • Espero que a Moss não renove. Uma empresa cujo presidente criou várias polêmicas em pouco tempo de parceria com o Flamengo. Por mais que se diga torcedor, deve se manter uma postura profissional, coisa que não houve. Só fazer uma comparação simples, a Havan que chegou com grande resistência de parte da torcida, em nenhum momento se envolveu com polêmicas, porque a pessoa física Luciano Hang, o dono da empresa, por mais controverso que seja em nenhum momento deixou isso interferir na relação da empresa com o Flamengo. Ou mesmo mudando a via da relação, Rodolfo Landim é um dos pré indiciados sobre o incêndio do ninho e é indiciado em questões de corrupção na época da Petrobrás, mas não deixou suas questões interferirem na relação do Flamengo com seus parceiros.