“Arão jogaria tranquilamente no Benfica”, diz empresário durante programa esportivo europeu

A polêmica envolve declarações de Jorge Jesus a seu empresário Bruno Macedo sobre os volantes do Flamengo e do Benfica


Mesmo sendo parte de um dessaudoso passado do Benfica, Jorge Jesus segue se envolvendo em polêmicas relacionadas ao clube português. Isso porque, o ‘Record’, site esportivo local, revelou um trecho de uma conversa do Mister com o empresário Bruno Macedo em que afirmou ”preferir uma perna de Willian Arão, do Flamengo, a Weigl inteiro”. A opinião do técnico foi pauta para Marcelo Robalinho – referência como gestor e conhecedor do mercado brasileiro.

Questionado sobre a declaração durante o programa promovido pelo ‘Record’, Robalinho, empresário com 20 anos de experiência, garantiu que hoje Willian Arão não tem espaço na Europa, mas, se assim o tivesse, jogaria tranquilamente no Benfica – principalmente após o futebol apresentado na ‘Era’ Jesus, quando viveu o auge da passagem pelo Rubro-Negro.

Ele foi treinador dos dois jogadores e analisou demais pelo que ele entende que o jogador rende no sistema de jogo do treinador. Pode ser que para o sistema de jogo do Jesus, o Arão tenha essa importância toda. Não sou empresário do Willian Arão, mas esse é um exemplo, pois foi jovem para Europa, acabou não ficando e voltou para o Brasil circulando em clubes pequenos até chegar no Botafogo, na Série B. Só depois vai para o Flamengo -, disse antes de concluir:


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


É um jogador que apesar do potencial, vai para Europa, não se adapta, roda e se solidifica no mercado quando não atrai os clubes europeus, pois não enxergam mais valia para ele. Mas é um jogador que eu tenho certeza que no Campeonato Português, no Benfica, jogaria tranquilamente.

Willian Arão permaneceu na titularidade absoluta do Flamengo após a saída de Jorge Jesus. Chegou, inclusive, a atuar como zagueiro sob ordens de Rogério Ceni, durante a conquista do Campeonato Brasileiro 2020. Já o alemão Julian Weigl foi um dos reforços mais caros do Benfica: 20 milhões de euros (pouco mais de R$ 90,5 milhões à época).

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Apenas uma correção no texto: onde está escrito “acabou não ficando e voltou para o Brasil circulando em clubes pequenos até chegar no Botafogo, na Série B”, substituir o “Botafogo, na Série B”, para “Flamengo, na Série A”. Quem é bom entendedor, sabe do que estou falando… KKK