Empresário de Léo Pereira revela que zagueiro esteve perto de sair do Flamengo

Jogador chegou a acertar detalhes salariais com equipe mexicana, mas Flamengo não levou o negócio para frente


Léo Pereira despertou interesse do Cruz Azul, do México, nos últimos meses, e, inclusive, chegou a acertar detalhes salariais com o clube. Isso foi o que revelou o empresário do zagueiro, Richard Scheidt, em entrevista ao Globo Esporte, na tarde desta quinta-feira (27). Segundo ele, os valores eram muito bons para o atleta, que ganharia quase três vezes mais de salário, mas o Flamengo optou por não negociar.


Quer comprar produtos do Flamengo pela internet? Conheça a loja mais rápida e segura!


Esse fator comparação e, principalmente, momentos distintos, né? Porque, de repente, se o Léo estivesse naquele time que o Pablo Marí estava, teria sido o mesmo desempenho. Então, é muito complicado você julgar, porque o momento e o contexto acabam influenciando. Acho que isso acaba influenciando, sim. Então, da nossa parte, teve o acerto financeiro. Era muito boa a proposta para o Léo. Era para ganhar três vezes do que ele ganha no Flamengo. Então, financeiramente para ele seria muito bom — disse Richard, antes de continuar:

A gente tinha como ideia, porque a gente achava que era um bom momento de sair. Só que assim, eu entendo o lado do Flamengo de, assim, ter investido no Léo, cumpriu o Léo, gastou dinheiro no Léo e o fator momento. O Flamengo está com quatro zagueiros, e o Rodrigo Caio está se recuperando de um procedimento. Então, eles estão sem peça na posição. Eu entendi o Flamengo, mas claro que eu tentei ajustar dos dois lados, porque meu trabalho é esse. Voltei no Cruz Azul, tentei melhorar a oferta. Da primeira vez, eles ofereceram um valor mais baixo — concluiu o empresário.

Léo Pereira chegou ao Flamengo em janeiro de 2020 por 7 milhões de euros (cerca de R$ 28 milhões na cotação da época). O zagueiro foi contratado sob a responsabilidade de substituir Pablo Marí, que havia sido negociado com o Arsenal, da Inglaterra. Em duas temporadas no Rubro-Negro, entretanto, o atleta ainda não rendeu o esperado, como também não conquistou a confiança da torcida. Ao todo, foram, 68 jogos disputados, um gol e uma assistência.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Cacau, esse Brás é uma B****! Fez umas boas contratações, com o Flamengo em dia financeiramente e nego acha que é um bom dirigente! Para mim, ele ainda é um daqueles últimos resquícios de cartolas que “tomavam conta” de clubes entre os anos 80 e 90.

  • E ainda tem gente que elogia a gestão de Marcos Braz de 2020 pra cá, e o pior é que a zaga
    pra esse ano pelo jeito será a mesma de 2020/2021 Leo Pereira e Gustavo Henrique, haja
    coração.