Flamengo vai homenagear vítimas do incêndio do Ninho com capela no CT

Capela ecumênica está em fase final de obras e deve ser inaugurada na data em que a tragédia completa três anos

No dia 08 de fevereiro de 2019, um incêndio atingiu o Ninho do Urubu e culminou na morte de dez garotos, entre 14 e 17 anos. Como uma forma de homenagem às vítimas da maior tragédia da história, o Flamengo está construindo uma capela ecumênica no CT, que deve ser inaugurada na data em que o acidente completará três anos.

A capela ecumênica está em reta final de obras, e foi construída exatamente no local da tragédia, que vitimou: Athila Paixão, Arthur Vinícius, Bernardo Pisetta, Christian Esmério, Gedson Santos, Jorge Eduardo Santos, Pablo Henrique da Silva Matos, Rykelmo de Souza Vianna, Samuel Thomas Rosa e Vitor Isaías.

Veja imagens divulgadas pela ESPN:


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


O Flamengo já conseguiu acordo para indenização com quase todas as famílias das vítimas. A última que ainda não se acertou com o clube foi a de Christian Esmério. Isso porque, no ano passado, familiares do jovem foram à justiça e entraram com uma ação na 33ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro contra o clube. Na época, foi divulgado o pedido de R$ 8,4 milhões de indenização por danos morais.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *