Sesc RJ Flamengo enfrenta o Brasília nesta terça, pela Superliga Feminina

Equipe rubro-negra necessita de uma vitória para se aproximar das primeiras colocações


O time de vôlei feminino do Flamengo não vem em sequência positiva pela Superliga Feminina e permanece na sétima colocação, com seis vitórias e seis derrotas. No entanto, na noite desta terça feira (25), as comandadas de Bernardinho terão a chance de mudar a atual trajetória com a presença da torcida rubro-negra no ginásio Hélio Maurício, na Gávea.

Uma conquista diante do Brasília Vôlei é vista como fundamental para voltar a brigar pelas primeiras colocações da tabela de classificação. Caso saia vitorioso de quadra, o Sesc RJ Flamengo terminará a rodada desta terça feira (25) na quinta posição.


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


A jogadora Valquíria, que anotou 16 pontos na última rodada, revelou que a partida de hoje ao lado da Nação será primordial para recuperar a confiança da equipe e começar o segundo turno da competição em alto nível ao lado dos principais times do torneio.

— Precisamos vencer para dar tranquilidade na continuidade do nosso trabalho, pensando em nosso crescimento na tabela. Acredito muito que mostramos uma melhora no nosso primeiro jogo do segundo turno, mesmo tendo perdido para Osasco. O time se mostrou diferente, mais aguerrido, lutador e isso precisa ser levado em consideração. Estou bem confiante para essa partida e tenho certeza que a gente vai chegar muito bem preparada para ter um ótimo desempenho – comentou antes de finalizar:

— Sem dúvida nenhuma a Superliga tem tido um equilíbrio enorme. Lógico que sabemos que tem aqueles times favoritos, mas a quantidade de jogos que “deu bagunça”, de times que a galera não apostava nada e venceu… Isso mostra o quanto está sendo equilibrado e é bem interessante, importante para a competição. Além de ser um fator motivacional para buscarmos ainda mais as vitórias nos jogos em casa – concluiu em entrevista à FlaTV.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *