Com conflitos internos, Flamengo realiza último treino para jogo contra o Goiás

Paulo Sousa busca ajustar equipe rubro-negra e deixar de lado polêmica com Diego Alves

O Flamengo não teve sequer tempo para comemorar a vitória por 3 a 0 sobre a Universidad Católica (CHI), na terça-feira (17), pela Libertadores da América. Logo após o confronto, explodiu o caos interno depois da declaração de Paulo Sousa sobre Diego Alves ter pedido para jogar. O técnico tenta superar toda a situação para lapidar a equipe taticamente visando o confronto com o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!



Paulo Sousa comanda o último treino da equipe carioca antes do embate com o Esmeraldino. A atividade terá início por volta das 10h (horário de Brasília) desta sexta-feira (20), no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu. A missão do técnico, além de ajustar o time, é de fazer o elenco esquecer toda a polêmica com Diego Alves.

Grande parte do plantel, importante citar, ficou a favor do goleiro no assunto. Isso porque, o camisa 1 do Flamengo não teria dito que estaria disponível para jogar contra a Universidad Católica. Esta informação, no entanto, chegou a Paulo Sousa, que expôs na entrevista coletiva pós-partida diante do time chileno.

Diego Alves exigiu que os dirigentes e o técnico do Flamengo se retratassem publicamente. Por enquanto, isso não será feito. Por outro lado, Marcos Braz, vice-presidente de futebol, Bruno Spindel, diretor executivo, e Paulo Sousa concederão entrevista coletiva juntos depois da partida contra o Goiás, na tentativa de elucidar toda a polêmica.

Antes do trio falar com a imprensa e explicar a polêmica aos torcedores, o Flamengo entra em campo às 16h30 (horário de Brasília) deste sábado (21). O duelo será disputado no Maracanã, válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O Fla é o 16° colocado na tabela, com seis pontos, a mesma pontuação do Juventude, primeiro time na zona de rebaixamento, na 17ª posição, enquanto o Goiás ocupa o 13° lugar, com oito.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *