Ex-presidente do Flamengo, Bandeira de Mello revela preferência por Tite em ‘duelo’ com Jorge Jesus

Mandatário foi convidado do programa ‘Cara a Tapa’, do jornalista Rica Perrone


Apesar do respaldo da diretoria com Paulo Sousa, a sombra de Jorge Jesus continua pairando no Ninho do Urubu. Campeão de tudo pelo Flamengo em 2019 e 2020, o treinador português esteve no Brasil e expressou desejo de retornar ao clube, mas os dirigentes rubro-negros fecharam a porta ao Mister. Quem também preteriu o Mister em escolha foi o ex-presidente do Mengão, Eduardo Bandeira de Mello. Em ‘confronto’ com Tite, o mandatário ficou com o comandante brasileiro. 

O Jorge Jesus é o maior treinador dos últimos tempos do Flamengo. Ele fez uma revolução no futebol brasileiro. O Tite é uma pessoa que também tem um valor extraordinário, especialmente por tudo que ele fez na Seleção Brasileira. Vou votar no Tite porque ele vai jogar a Copa do Mundo, está precisando mais do meu voto. O Jesus, infelizmente, já não está mais conosco (no Flamengo) – disse. 

Além da escolha entre Tite e Jorge Jesus, Bandeira de Mello também recebeu a difícil da tarefa de preferência por dois ex-técnicos do Flamengo: Renato Gaúcho e Rogério Ceni. Os dois tiveram passagens curtas pelo clube (menos de um ano), mas marcaram o coração da Nação, positiva ou negativamente. O segundo, pelo menos, conseguiu conquistar o Campeonato Brasileiro. 

São dois treinadores muito diferentes. O Renato é mais visceral, aquele treinador que puxa pelo elenco e motivação, enquanto o Ceni, apesar de conhecer pouco dele, vejo como uma pessoa estudiosa e metódica. O ideal seria ter as duas características na mesma pessoa, mas vou desempatar pelo trabalho que o Renato fez como atleta do Flamengo. Ganhamos o tetra em 1987 graças ao talento dele – finalizou.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Jorge Jesus, inclusive, parece ter desistido 100% do Flamengo nesta semana. Segundo a imprensa portuguesa, o Mister está de reunião marcada com representantes do Fenerbahçe e deve acertar com o clube turco para a próxima temporada. Com isso, o treinador voltará à disputar a Champions League e terá, novamente, a visibilidade que tanto almeja no Velho Continente.  

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *