Flamengo discute demissão de Paulo Sousa e aguarda sequência no Maracanã para ‘bater martelo’

Técnico português não é unanimidade no Rubro-Negro, mas diretoria decide dar ‘mais uma oportunidade’

O Flamengo vive um momento complicado na temporada. Próximo da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e com desempenho dentro de campo abaixo do esperado, o Rubro-Negro vem recebendo diversas críticas, e parte da torcida exige a demissão de Paulo Sousa. O tema já é discutido internamente entre os dirigentes.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!



Depois do quarto jogo seguido sem vitória pelo Campeonato Brasileiro, a diretoria passou a debater até que ponto vale insistir na permanência de Paulo Sousa. O tema entrou em discussão após o empate de 2 a 2 com o Ceará, no sábado (14). O técnico, inclusive, não tem o mesmo respaldo de Marcos Braz, vice-presidente de futebol, e Bruno Spindel, diretor executivo da pasta. Ambos também estão pressionados.

Os dirigentes, ao menos por enquanto, optaram por aguardar a sequência de cinco jogos seguidos no Maracanã. A partir disso, a diretoria tomará uma decisão, seja pela demissão ou pela permanência do técnico. Importante citar, entretanto, que tudo está nas mãos e à mercê da avaliação do presidente Rodolfo Landim. As informações foram publicadas primeiramente pelo jornal O Globo.

Internamente, os dirigentes acreditam que, em caso de derrotas ou resultados negativos nas próximas partidas, a situação de Paulo Sousa fica insustentável. O assunto já é pauta interna, mas a decisão é bem direta: a diretoria espera por uma mudança de postura da equipe, com resultados positivos. Caso contrário, o futuro do técnico português fica bastante ameaçado à frente do clube carioca.

Enquanto isso, Paulo Sousa concentra energias na partida contra a Universidad Católica (CHI). O Flamengo encara o time chileno na terça-feira (16), às 21h30 (horário de Brasília). O confronto é válido pela quinta rodada do grupo H da Libertadores da América e será disputado no Maracanã. O Mengão é o líder da chave, com dez pontos, e os Cruzados, como são conhecidos, ocupam a terceira posição, com quatro.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • As oportunidades foram dadas, mas simplesmente não dá mais. O maior investimento do país fazendo água por pura incompetência da Diretoria de Futebol e de suas escolhas sem critério técnico. FORA BRAZ. FORA PS.

  • #FORAPAULOSOUZA

  • Após tantos resultados negativos ESPERAR MAIS RESULTADOS NEGATIVOS é demonstração de insanidade! Mesmo que se classifique com empate ou vitória, é nítido que PS não deu liga com o elenco e que os métodos podres dele estão afundando o Flamengo num futebol medíocre. Aquele mesmo que estávamos acostumados antes do JJ.
    O time entra em campo e 43 milhões de torcedores ficam no desespero de que se fizer 1 gol vai recuar; sem saber se vai empatar ou perder. Com técnico eficiente a gente se perguntava de quanto ia ganhar…

  • Paulo Sousa precisa parar de insistir no esquema 3 4 2 1. Conseguiu classificar a Polônia para a Copa do Mundo adotando esse modelo (o técnico que o substituiu por 2 jogos manteve o sistema de jogo da seleção eslava), que é o mesmo da Bélgica. Mas, no Flamengo, com os 11 chamados titulares, não funciona. Deveria adotar o 4 2 3 1, escalando Pedro na frente. O sistema defensivo no 3 4 2 1 demanda rápida recomposição em caso de perda da bola para o adversário, para impedir que os buracos criados nas laterais do campo sejam explorados como ocorreu no 1° gol do Ceará. Bruno Henrique não consegue atuar com a mesma eficiência de Lázaro no esquema 3 4 2 1. Felipe Luis é muito lento para executar uma rápida cobertura pela esquerda, protegendo o espaço aberto pela esquerda. Assim, se quiser insistir no 3 4 2 1 teria que barrar alguns dos “intocáveis” que não têm bom desempenho nas novas funções que se lhes atribui. Penso que seria mais racional mudar o esquema de joga para poder contar com todos os melhores jogadores em campo, desempenhando as mesmas funções que desempenharam eficientemente no passado recente. PS: se JJ assumisse a direção do Flamengo, dificilmente, sem Pablo Mari, Gérson e Rafinho e com os demais jogadores 3 anos mais velhos, teria o mesmo sucesso. Para min, Gérson, por causa de sua polivalência, que permitia ao Flamengo mudar de sistema tático várias vezes dentro de um mesmo jogo, era a peça mais importante daquele Flamengo de 2019. O Flamengo não deveria ter negociado esse jogador.

  • Chega ser revoltante essa inércia da diretoria. Impressionante como ficam ajustando desculpas e prazos para prolongar o inevitável… Paulo Souza não é técnico pro Flamengo e pronto. Teve tempo, teve respaldo, teve apoio e nada… não engrena. Esse diretoria é muito prepotente e soberba o suficiente para não admitir seus erros e trazer logo o Mister prá recolocar o Flamengo nos trilhos. Qualquer outro técnico, nesse momento, vai ser mais do mesmo.

  • Carlos, o PS acaba rapidinho com Sub 20, n dá, esse técnico é MT Incompetente, fracassado.

    Volta ilmo. JESUS

  • Veja bem o Flamengo precisa de um técnico para o sub 20 já que não querem pagar a multa pra demitir o PS passa ele para o sub 20 e contrata o JJ para comandar os galaxios ok.