Flamengo cogita desistir de licitação do Maracanã e estuda construção de estádio próprio

Fla não esconde preferência pelo antigo ‘Maior do Mundo’, mas está descontente com o Governo do Rio


O Maracanã tem dado o que falar nas últimas semanas, por conta de briga judicial com o Vasco, que exige atuar no estádio. Atual permissionário, ao lado do Fluminense, o Flamengo está descontente com a situação e cogita ‘abandonar‘ a licitação do Jornalista Mário Filho.

A diretoria rubro-negra está bastante descontente com o governo do estado e com os termos já divulgados que constarão no edital, que ainda não foi lançado. O clube pretende, com isso, insistir no projeto de ter um estádio próprio. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornal O Globo.

Os dirigentes do Flamengo até têm uma boa relação com Cláudio Castro, Governador do Rio de Janeiro. Entretanto, o Rubro-Negro vem tendo uma série de desentendimentos com a Casa Civil, pasta responsável pela licitação. A última delas, inclusive, foi na semana passada, quando decidiram que o Maracanã deveria ser liberado ao Vasco para a partida contra o Sport, pela Série B.


Saiba como lucrar com vitórias do Flamengo!



Importante citar que o Flamengo tem um laudo que atesta que haverá danos irreversíveis ao gramado, por conta da quantidade de jogos no local. Por isso, o Fla não esconde o descontentamento, pois há certo temor de que, no futuro, haja interferências como essa na concessão do Maracanã.

Somando-se a isso, o Rubro-Negro demonstra-se contrário a alguns termos do edital que direcionam a gestão do Jornalista Mário Filho compartilhada entre os três clubes: Mengo, Fluminense e Vasco. Juntando todos os fatos, a diretoria do Flamengo começa a buscar alternativas para construir o estádio próprio.

Nesta semana, Rodolfo Landim, presidente rubro-negro, marcou uma reunião com Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro. O tema é, justamente, a possibilidade de conseguir a concessão do Parque Olímpico. O intuito rubro-negro não é um estádio acima de 60 mil pessoas, como é o Maracanã.

Pelo contrário. O Flamengo quer que uma possível praça esportiva comporte, no máximo, 40 mil torcedores e, em casos de jogos com maior apelo, o clube carioca utilizaria o Maracanã. Nas próximas semanas, Rodolfo Landim deve viajar para encontrar investidores e estudar projetos para a construção do estádio.

O Mengão procura uma solução rápida para que a estrutura — ou ao menos a obra. O intuito é que uma possível ‘nova casa para o Flamengo‘ seja um legado da gestão de Landim e também de Eduardo Paes. Ambos têm mandato até 2024.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Na hora de pagar as despesas, o governador vai jogar nas costas do Flamengo, e com certeza vai haver depredação nesse jogo, por que sabemos com quem estamos lidando.

  • Eduardo Paes é vascaíno. O Flamengo nunca terá um estádio com ele no poder.

  • Vou dar mais um exemplo pratico pra vcs terem uma noção, Flamengo bateu o recorde de Receitas em 2021 junto algumas coisas de 2020 e chegou ao numero de 1 bi de receita mas o superavit, ou seja, o dinheiro que sobrou foi de 127 milhões se não me engano, construir um estadio de 1 Bi quer dizer que o Time precisa de 10 anos de sucesso assim. Ha mais tem muito investidores por ai, realmente, ai eles constroem e o Flamengo vai ter que pagar 2 ou 3 bi pelos juros, pq todo mundo quer ganhar em cima, ai vai vir a nutelagem dizer que a diretoria incompetente não fez um negocio bom e poderia ter construído 3 estádios, pq vcs sabem que é sempre assim. ENTÃO USEM UM POUCO DE RACIOCÍNIO, E PAREM SÓ DE CRITICAR.

  • Até quando a noticia é boa a torcida nutela esta aqui criticando, aonde na matéria vcs viram que um estadio de 40k vai ser definitivo e não possa aumentar, o problema são os custos, de 40k e mais barato do que 60k, vcs sabem qual o preço pra construir um estadio, Flamengo tem dinheiro, investe bem, mas construir um estadio, e ter que tirar muuuuuuito dinheiro de investimentos, ai começa os times mais fracos e a diretoria vai ser “incompetente” mas nenhum desses nutelas críticos tem a menor noção de adm, ou acha que as coisa caem do céu. Fazer um estadio de 40k jogar, ganhar e pagar esse estadio e alternar jogos no Maracanã, e quando for possível aumentar pra 60, 70k. A ideia mais sensata é essa, a não quer um dos bonitinhos ai queira doar 1 bilhão pra construir o estadio, como as coisas estão mais caras hj deve ser bem mais que isso, 1,5 ou até 2 bilhões, o estadio Mané Garrincha em BSB custou 2 Bi em 2013. Imagina em 2022.

  • 40 mil?!!! P a torcida do Flamengo?! Taí mais uma prova de que os chamam de INCOMPETENTES p cima n é por nada. Ou será q querem ELITIZAR A TORCIDA DO FLAMENGO ATÉ NOS ESTÁDIOS?… Isso tá parecendo coisa de torcedor de o Flu enrustido. Será que o LANDIM no fundo é torcedor do Fluminense?

  • Tem sempre uns eleitores da turma do LANDIM p defenderem as emes q ele faz ou diz q irá fazer. Por que será?$$$… QTO mais política assim pior será p o flamengo.

  • Pessoal, se o Flamengo “ousar” dizer que irá construir um estádio com capacidade similar a Maracanã, para não utilizá-lo mais, aí que o estádio próprio não sai mesmo. Pois que sustentará o elefante branco.
    Então é melhor conseguir as autorizações para construí-lo, para depois informar que não utilizará mais o Maracanã.
    É o que eu acho.

  • Começo a ver a notícia na expectativa dessa diretoria incompetente ter aprendido a lição, mas aí vejo: “Um estádio para 40k de torcedores” – Mano esses caras não aprendem nunca! Acho irreversível a incompetência desses caras… fato.

  • O próprio Landim foi contra a construção de um estádio para o Flamengo, alegando que é o Maracanã a casa do rubro-negro, mas se esqueceu que ele é do governo estadual.
    Precisamos sim da nossa casa, e mais, que seja acima de 60 mil, pois ficará pequeno com o decorrer do tempo.
    É uma vergonha para nós, não termos nosso próprio estádio.
    Diretoria ACORDA…

  • Ainda que de forma tardia, parece que a diretoria do CR Flamengo está tomando vergonha na cara e partindo para resolver o mais sério problema do clube, que é a dependência do Poder Público para realizar seus jogos no Maracanã. Não adianta formalizar contratos com os governantes brasileiros porque eles serão quebrado de forma unilateral a qualquer momento. Como eu sempre digo, a administração pública brasileira é altamente eficiente para cobrar impostos de quem produz( ou tenta produzir), mas é péssima para cumprir contratos. Só não entendo a decisão de construir um estádio para 40 mil torcedores. Por que não construir logo para 60 mil torcedores? Deixa o Maracanã para o Poder Público pagar a conta e dar o estádio para Vasco, Fluminense e Botafogo quererem usá-lo quase de graça. Não cabe ao CR Flamengo pagar as contas para manutenção do Maracanã enquanto seus rivais cariocas só querem usá-lo quase de graça e jogar as contas para o Mais Querido.