Braz minimiza entusiasmo pelo Maracanã após Flamengo avançar por estádio próprio

Vice de futebol indica que pode mudar de ideia quanto ao Templo Sagrado


Mesmo mais preocupado com contratações, Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, também se posiciona sobre a construção de um novo estádio para o clube. Em entrevista ao PODFLA, do Coluna do Fla, na última quinta-feira (04), o dirigente destacou que sempre foi a favor de que o Fla jogue no Maracanã, em vez de erguer um novo palco.

Nem posso dar minha opinião sobre isso porque sou vice-presidente de futebol do clube. O que posso dizer, é o seguinte: eu sempre fui um defensor do Maracanã, que o Flamengo tenha que arrumar uma maneira de ter o estádio, gerir o Maraca, para ter permissão por uns 30 anos do estádio — comentou Braz.


Ganhe dinheiro com vitórias do Flamengo


ASSISTA À ENTREVISTA NA ÍNTEGRA


Apesar de mostrar um posicionamento favorável aos jogos no Maracanã, Braz admitiu que este sentimento está menor dentro dele. Isso porque, recentemente, o clube ficou chateado com a permissão ao Vasco para jogar no estádio, passando por cima do desejo da dupla Fla-Flu, que gerencia o local.

— Hoje, estou meio acuado para expressar a minha opinião em função dos últimos acontecimentos. E a melhor pessoa para falar sobre isso é o presidente Rodolfo Landim. Eu vejo muita gente no Flamengo mais acuada quanto ao sentimento. Tinha muita gente que batia na mesa, dizia o “Maracanã é nosso, temos história lá e somos do Rio de Janeiro”. O Flamengo hoje tem condições de bancar um estádio próprio, sem dinheiro público. Não sei se ele se frustrou, mas a vida como ela é. Tem um cenário novo — concluiu Marcos.

Ao mesmo tempo que planeja um novo estádio e também maior autonomia do Maracanã, o Flamengo se prepara para encarar o São Paulo, neste sábado (06), às 20h30 (horário de Brasília), no Morumbi. O jogo é válido pela 21ª rodada do Brasileirão, e o Coluna do Fla vai transmitir a partida em tempo real, com narração de Rafa Penido e reportagens de Paula Mattos e Bruno Villafranca.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • John Smith, e acho que não vale até hoje, pq até o Textor tá querendo entregar o Engenhão pra levantar outro estadio pro foguinho. Já saiu esse assunto, procura aí pra ter certeza.

  • E em pensar que o Engenhão foi oferecido ao Flamengo lá por volta de 2007 e os dirigentes na época rejeitaram a concessão, dizendo que a relação custo vs benefício não valia na época… PQP!!!

  • Vamos levantar o nosso estádio. Com shopping e o museu do flamengo.
    Vamos, convocar a Nação do Rio de Janeiro para eleger os candidatos do Flamengo, pois assim o Candidato eleito abrirá as portas burocráticas do Município e Estado, para construir.
    Paulo Pereira de Azevedo

  • Aceitar a gestão do Maracanã no modelo dessa nova licitação é mais que burrice, é descompromisso com o Clube. Não há porque aceitar administrar um estádio onde não se pode planejar os próprios compromissos, uma vez que entidades estranhas pleiteiam e ganham na justiça as mesmas prerrogativas de uso daquele que arca com os custos mensais.
    Então a lógica e o bom senso, recomendam que se economize essas despesas mensais para aplicação em estádio próprio e quando for o caso, ingresse na justiça para marcar a utilização que for conveniente sem absorver as elevadas despesas mensais. NÂO PARTICIPEM DA LICITAÇÃO. ESTÁDIO PRÓPRIO PARA O MAIOR DO BRASIL.

  • É por causa desses fdp que até hoje não temos nosso estádio e ficamos “mendigando” essa merda de maracanã, um estádio gourmet e que nunca será nosso. Mesmo que aconteça uma concessão por 20 ou 30 anos, estaremos adiando uma necessidade premente para o futuro e as opções de terrenos serão bem menores. Fora Brás e todos fdp que ficam lambendo saco para defensores do maracanã. Deixem esse elefante branco apodrecer nas mãos do Estado, ESTÁDIO PRÓPRIO JÁ!!!!!