Gabigol dá a cara a tapa e sai em defesa de jovens do Flamengo: “Futuro da Gávea”

Atacante usa redes sociais e diz que jovens ainda terão muito espaço no Mengão


O atacante Gabigol tem histórico de ser líder do Flamengo dentro e fora de campo. Nesta quarta-feira (28), não foi diferente. O camisa 9 fez os dois gols do Fla na derrota de 3 a 2 para o Fortaleza, na Arena Castelão, e, após a partida, enalteceu dois jovens da base: Mateusão e Mateus França, que foram muito criticados pela torcida. O centroavante postou uma foto com ambos, ainda no gramado do estádio.

“Craques e futuro da Gávea”, postou Gabigol, com dois emojis de coração, um em vermelho e outro em preto.


Ganhe dinheiro com vitórias do Flamengo



Sem poder contar com Pedro, o treinador Dorival Júnior optou por colocar Mateusão no ataque, ao lado de Gabigol. O jovem de 18 anos foi substituído por Petterson, outro jovem das categorias de base do Flamengo, aos 24 do segundo tempo. Já o meia-atacante Mateus França entrou com 36 minutos da etapa complementar, no lugar de Diego Ribas.

Com dez desfalques para a partida contra o Flamengo, o treinador Dorival Júnior precisou olhar bastante para as categorias de base e acionou ainda Pedrinho, outro jogador do Sub-20. O meia entrou no lugar de Victor Hugo aos 36 do segundo tempo.

Com a derrota para o Fortaleza, o Flamengo caiu para quinto lugar no Brasileirão e está estagnado com 45 pontos, 15 atrás do líder Palmeiras. O próximo compromisso é contra o Red Bull Bragantino, no sábado (01), às 19h (horário de Brasília), no Maracanã, pela 29ª rodada da competição.

Apesar de distante do título do Brasileirão, o Flamengo está próximo de ser campeão da Libertadores e da Copa do Brasil. O Mengão está na final de ambas as competições, que serão disputadas em outubro. Nos dias 12 e 19, o Fla pega o Corinthians pela decisão do mata-mata nacional, com o segundo confronto no Maracanã. Já na competição continental, o Mais Querido encara o Athletico-PR, em 29, no Equador.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O problema não é os jovens e sim os veteranos que não querem jogar, perdemos para o Fortaleza (três falhas), a do Léo é imperdoável, quem deveria desistir da bola seria o atacante do Fortaleza e não o Léo, que deixou o cara ir a linha de fundo e escolher para quem deveria passar a bola. Nota zero para o Léo.