Gerson organiza mudança completa da França para Brasil e quer voltar com transferência encaminhada ao Flamengo

Meia atrasou retorno ao Rio de Janeiro, que aconteceria nessa sexta-feira (11)


Desde que saiu o rumor do retorno de Gerson ao Flamengo, os torcedores estão animados e esperançosos com a temporada de 2023. Afinal, o meio campista saiu do clube carioca como unanimidade há um ano e meio. Atualmente no Olympique de Marselha (FRA), o volante também está ansioso e pretende organizar toda a mudança para o Rio de Janeiro o quanto antes.

A princípio, Gerson voltaria para o Brasil na próxima segunda-feira (14). Porém, com o andar das negociações entre franceses e cariocas, o meia decidiu antecipar para a última sexta-feira (11). Entretanto, mudou de planos na última hora, pois está organizando toda a mudança da França para o Brasil antes de retornar definitivamente.


Saiba como lucrar com vitórias do Flamengo!



O intuito de Gerson, ratificando, é não precisar voltar a Marselha posteriormente, deixando tudo organizado para a mudança definitiva para o Rio de Janeiro, caso, obviamente, o Flamengo acerte a compra do volante com o Olympique. Por isso, o meia e o estafe do atleta atrasaram a saída do jogador da França. A informação foi divulgada inicialmente pelo GE.

Gerson, como já externou inúmeras vezes, é torcedor do Flamengo desde criança. Por isso, o volante está ansioso com as tratativas entre os clubes, porque quer que a volta ao Rio de Janeiro seja definitiva, não havendo a necessidade de novos voos para a França. O volante, inclusive, já acertou tudo com o Fla: bases salariais e tempo de contrato, que seria de cinco temporadas.

Em meio a isso, Flamengo e Olympique negociam. As partes estão otimistas, pois há o interesse mútuo que o negócio saia. Porém, 4 milhões de euros (cerca de R$ 22,1 milhões) separam o acerto. O Olympique pede 20 milhões de euros (R$ 110,4 milhões), enquanto o Fla oferece 16 milhões de euros (R$ 88,3 milhões).

Para tentar finalizar o negócio o quanto antes, o Flamengo busca convencer os franceses a aceitarem 16 milhões de euros fixos, com os 4 milhões de euros sendo pagos como bônus em eventuais de metas batidas pelo atleta. Apesar desse ‘estica e puxa‘, a tendência é que Gerson volte a vestir rubro-negro em 2023.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *