Marcos Braz despista sobre acerto do Flamengo com Gerson: “Não está fechado e é muito difícil”

Marcos Braz revela que vontade de Gerson é voltar, mas os valores são empecilho


No domingo (20), o pai e empresário de Gerson, Marcão Santos, avisou que o “Coringa voltou”. Nesta segunda-feira (21), no entanto, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, tratou de ‘esfriar’ o assunto no Mais Querido. De acordo com o dirigente, o retorno do ex-camisa 8 rubro-negro não está sacramentado e, pelo contrário do que toda a Nação espera, ainda está longe de um final feliz.

Do Gerson não está fechado. Ainda é muito difícil pelos valores, em função dos valores que Olympique (FRA) pagou. O Flamengo gostaria de contar com o jogador. O jogador também, mas não é assim”, disse Marcos Braz, em entrevista para a ESPN, nesta segunda-feira (21). Entre o Rubro-Negro e o atleta está tudo acertado, contrato até 2027 apalavrado, mas falta a liberação dos franceses.


Clique aqui e ganhe R$50 de bônus para jogar no galera.bet


O Olympique de Marselha investiu, aproximadamente, 25 milhões de euros por Gerson, somando o valor de transação e bônus por desempenho. Para liberar o volante ao Flamengo, a diretoria do clube francês pede 20 milhões de euros (R$ 108 milhões, na cotação atual). Na semana passada, Marcos Braz disse que o Mengo consegue ‘esticar a corda’ em até 15 milhões de euros (R$ 82 milhões, aproximadamente).

Com a pausa para a Copa do Mundo no Campeonato Francês, Gerson está no Rio de Janeiro desde o dia 12 de novembro. No desembarque, o ‘Coringa’ veio com muitas malas, dando indício de que não retornará para Marselha com a retomada da competição após o Mundial. Depois de ser um dos destaques do Olympique na última temporada, o jogador perdeu espaço com a troca de treinadores.

Jorge Sampaoli pediu demissão em julho desde ano. A partir daí a vida de Gerson mudou na Europa. De titular da equipe e um dos destaques na campanha do vice-campeonato francês no ano passado, o ‘Coringa’ passou a ser pouco aproveitado pelo novo técnico, o croata Igor Tudor. O comandante, inclusive, foi alvo de críticas públicas de Marcão Santos, pai e empresário do atleta.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *