Flamengo solta nota oficial sobre os direitos de transmissão do Cariocão 2023; veja

Negociação entre Fluminense, Vasco, Botafogo e Ferj estão travadas


O Campeonato Carioca 2023 nem começou e já causou polêmica nos bastidores. Na contramão do Flamengo, os clubes Fluminense, Vasco e Botafogo não estão de acordo com o contrato proposto pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) a respeito dos direitos de transmissão do Cariocão do próximo ano. Como resposta à indignação dos rivais, o Rubro-Negro se posicionou através de nota oficial publicada nesta terça-feira (06).

VEJA NOTA DO FLAMENGO NA ÍNTEGRA

“Em relação às notas oficiais publicadas por dois clubes coirmãos quanto aos direitos de transmissão do Campeonato Carioca, o Clube de Regatas do Flamengo, mesmo defendendo que qualquer negociação financeira deva ser tratada como algo particular de cada agremiação, vem a público deixar claro seu posicionamento na referida questão. 

O Flamengo, graças ao trabalhado realizado nos últimos anos, tem feito investimentos importantes em seu Departamento de Futebol, de forma a dar mais competitividade ao time e oferecer um melhor espetáculo, não só aos seus milhões de torcedores como a todos os amantes do futebol. São investimentos bancados exclusivamente pela capacidade financeira do Clube, sem qualquer receita advinda de investidores externos. Assim sendo, é necessário que o clube se remunere de forma adequada e condizente com o potencial de renda que gera para seus parceiros comerciais.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


É público e notório que o mercado esportivo remunera os clubes por seus direitos de transmissão de forma proporcional ao seu potencial comercial, não havendo razão que justifique uma distribuição diversa em nível estadual.

Para um melhor entendimento sobre os valores oferecidos ao Flamengo pelos direitos de imagem no Campeonato Carioca, seguem alguns dados que, por si só, esclarecem bem o que está ocorrendo. 

TORCIDA – A torcida do Flamengo, em pesquisa publicada recentemente, representa 21,8% da população brasileira. Os outros três grandes times cariocas (Vasco, Botafogo e Fluminense) somados, representam 6,6% . Isto dá ao Flamengo uma participação de 76% do total de torcedores quando colocamos lado a lado os quatro grandes clubes do Rio.

PAY-PER-VIEW – A participação do Flamengo sempre representou 20% do mercado nacional e 60% do mercado carioca. Nos últimos dois anos, em contrato fechado diretamente pelos clubes cariocas com as distribuidoras de TV paga, mostrou-se um número ainda mais expressivo:  63% do total para o Flamengo, restando 37% para Botafogo, Fluminense e Vasco.

REDES SOCIAIS – O número de seguidores do Flamengo em suas redes sociais já ultrapassa hoje 50 milhões contra pouco mais de 20 milhões dos demais três grandes clubes do Rio somados. Ou seja, uma participação de 70% do total.

Os percentuais apresentados acima comprovam a enorme capacidade de geração de receitas para as empresas de mídia que estarão negociando com a Brax, empresa contratada para realizar o planejamento comercial do campeonato. São números que estão sendo levados em conta na hora da proposta comercial a ser feita pela Brax para o Campeonato Carioca.

Apesar de termos todos os percentuais de potencial comercial acima de 60%, a diretoria do Flamengo, de forma inclusiva e com a preocupação em proporcionar melhores condições financeiras a todos os clubes participantes do Campeonato Carioca, aceitou a proposta feita pela Brax e estará recebendo um montante correspondente a 42% do designado pela empresa para pagamento mínimo aos quatro clubes grandes. 

Vale apenas registrar que este valor proposto e aceito pela diretoria do Clube ainda terá sua aceitação subordinada a uma aprovação final pelo Conselho Deliberativo do Flamengo.

A diretoria do Flamengo tem total consciência da importância do Clube no futebol brasileiro. Por isso, trabalha para que todo o ecossistema do futebol se desenvolva de forma justa e harmônica, apoiando, sim, as iniciativas que fortaleçam todos os clubes brasileiros, mas nunca deixando de considerar as diferenças e o potencial comercial de cada agremiação.”

QUAL A POLÊMICA?

No primeiro momento das conversas sobre os direitos de transmissão, a Ferj ofereceu R$ 15 milhões para o Flamengo e R$ 10 milhões para Fluminense, Vasco e Botafogo, cada. Neste molde, a dupla Fla-Flu recusou a oferta, mas o Alvingero e Cruzmaltino aceitaram. Como não houve um acordo mútuo, a federação reformulou a proposta para todos.

De acordo com o jornalista Gilmar Ferreira, do jornal ‘Extra’, o Flamengo fechou acordo com a Ferj para receber R$ 18 milhões. Na contramão, os outros três clubes ficariam com R$ 9 milhões, cada. Essa nova oferta foi prontamente recusada por Fluminense, Vasco e Botafogo, que alegam privilégios nos bastidores ao Mais Querido.

Empresa que negocia os direitos de transmissão do Campeonato Carioca 2023 com as emissoras, a Brax Sports Assets disse, em uma das reuniões no Rio de Janeiro, que o Flamengo é o principal atrativo da competição e que sem o Rubro-Negro, os valores cairiam “consideravelmente”.

Enquanto os bastidores do campeonato seguem longe de um acordo mútuo, o Carioca 2023 acontece entre os dias 13 de janeiro e 9 de abril. O Flamengo já tem o adversário da estreia definido. No dia 14 de janeiro, o Rubro-Negro joga em casa contra a Portuguesa, abrindo a nova temporada, provavelmente ainda com o time sub-20.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda por cima temos antis aqui reclamando.
    Para vocês, primeiro obrigado por nos dar audiência, isso só faz a marca CRF crescer mais, segundo que campeonato carioca e m3rd@ são as mesmas coisas, portanto deixem de chororô e procurem ser maiores que são atualmente, pois cada dia que passa ficam menores e menos expressivos.

  • Os dirigentes dos times Vasco, Fluminense e Botafogo acham injusto a divisão dos direitos de transmissão como proposto, por entenderem que o justo é um distribuição mais igualitária, que, segundo eles, permita uma paridade de forças na disputa. Ocorre que eles excluem dessa paridade os clubes menores, como Portuguesa, Bangu, Madureira, Volta Redonda, etc. Possivelmente os dirigentes de Botafogo, Fluminense e Vasco acham que seus times são maiores que esses ditos “pequenos”, mas insistem em se acharem no mesmo patamar do Flamengo. Paridade para eles é um adjetivo que não corresponde à realidade. Por que não pedem uma divisão igualitária incluindo todos os 12 times que disputarão o campeonato?

  • Valgleb e Luredentor, garanto a vcs que um Flamengo x Volta Redonda da mais audiência que um clássico sem o Flamengo. Nenhum campeonato sem os 4 do rio vai ser atrativo, mas se não chegarem a um acordo, garanto que Vasco, Botafogo e Fluminense perdem bem mais que a gente, se a Brax for pagar individualmente todos vão perder mas o Flamengo ainda vai ganhar muito mais. Esses pensamentos que vão deixar o times de vcs cada vez menor. Flamengo ganha mais pq gera muito mais.

  • É só não aceitar eu quero ver se a tv vai ganhar audiência sem trasmitir jogos do fluminense Vasco e Botafogo e boa sorte para o time da FERJ.

  • Então bota o flamengo pra jogar sozinho o campeonato e vamos ver o que vai dá. Fim de papo

  • Acho que o Madureira, volta redonda e demais times pequenos deveriam receber o mesmo que vasco, botafogo e fluminense.

  • Esses times do Errejota são ridículos, cada vez se apequenam mais.
    Lamento por eles que se vendem por um punhado de moedas e depois ficam arrotando arrogância como se tivessem virado um MC.

  • Quer que desenha para quem não entendeu, esses times pequenos e complicado.