Advogada de Marinho quebra o silêncio sobre polêmica com Flamengo

Compartilhe com os amigos

Marinho segue afastado pelo Flamengo após ato de indisciplina


A relação entre Flamengo e Marinho entrou em crise desde o episódio de indisciplina relatado pelo clube. No entanto, o estafe do jogador entende que a punição ao atacante é injusta, principalmente por ser vista como uma ‘penalidade dupla’. Advogada do atleta, Mariju Maciel quebrou o silêncio sobre a polêmica.

“Na realidade, o que acontece é que o Flamengo afastou o Marinho, mandando ele treinar em casa enquanto o plantel principal estivesse treinando, para que ele não encontre seus colegas. Isso é um absurdo com um jogador de futebol. O jogador tem que treinar. Notificamos o clube para que ele seja reintegrado. O que o clube vai fazer com ele, em termos dele jogar ou não, isso é uma decisão do clube. Mas o fornecimento de trabalho é uma obrigação do empregador”, declarou a advogada em entrevista ao site ‘Futebol na Veia’.

A principal queixa de Mariju é a dupla punição que o Flamengo impôs a Marinho, o que é vedado pelas leis trabalhistas. Isso porque, o clube multou o jogador em 10% do salário, além de afastar o atleta do restante do elenco. Desde então, o camisa 31 do Fla treina em período diferenciado dos companheiros.

“Ele estava somente reivindicando que o clube fizesse os exames para que ele pudesse viajar somente se não estivesse lesionado, pois estava com muitas dores. Mesmo assim o clube lhe aplicou uma multa financeira […] Não satisfeito em afastá-lo dos treinos, o clube mandou que ele treinasse em casa sempre que o clube estivesse concentrado no CT. Como um jogador profissional é mandado treinar em casa? Com que fundamento? O que queremos é que o Flamengo ofereça todas as condições para que o atleta cumpra seu contrato sem ser discriminado”, disse Mariju, ao GE.

O Flamengo alega que Marinho protagonizou um ato de indisciplina ao se negar a viajar para o Chile, onde o Rubro-Negro enfrentaria o Ñublense (CHI), pela Libertadores, em 24 de maio. O atacante era dúvida para o confronto pois alegava que se sentia dores na coxa. Mas a comissão técnica de Sampaoli queria o atleta junto com a delegação que iria para Concepción, inclusive, para seguir o tratamento em solo chileno.

Em meio ao imbróglio nos bastidores, Marinho negocia transferência com o São Paulo, já o Flamengo foca na sequência da temporada. O atacante trava a ida ao time paulista pedindo um salário considerado absurdo pelos dirigentes tricolores. Enquanto isso, o Rubro-Negro lida com o calendário sem o atacante, mas a espera do ponta direita Luiz Araújo, recém-contratado junto ao Atlanta United (EUA).

Compartilhe com os amigos

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Nossa, se fosse um atleta mais humilde ou querido, os comentários seriam bem diferentes! Embora não tenha nada contra o jogador, também não gostei da contratação. Mas a verdade é que os nossos “díligêntes” (amadores) não possuem competência e moral para lidar com casos de disciplina. Sim, o Marinho deveria ter sido advertido e multado, mas NÃO afastado do grupo. Outros jogadores já cometeram infrações bem mais sérias e não receberam o mesmo tratamento que estão dando ao Marinho. Além de um tratamento justo, respeito acima de tudo pelo atleta, até porque jamais o vi fazer corpo mole em campo e mesmo com as suas limitações, procurou da sua maneira fazer parte desse grupo.
    Além do mais, essa direção CONTINUA depreciando um ativo do clube…

  • Empregado com salários em dia tem direitos e deveres, fato. Se não cumpriu a regra da empresa, a punição é cabível. Como torcedor do Flamengo, quero ele longe do clube. A camisa pesou e nunca valeu a pena o investimento. Já vi vários como ele não render o esperado, a mesma coisa é o cebolinha, jogar no Flamengo não é para qualquer um. Tenho 55 anos e amo o Flamengo, dezenas de jogadores que arrebentavam em outros clubes foram um fiasco na Flamengo. A camisa é gigante e tem que honrar. Vai embora e que seja feliz. Ponto final. ♥️🖤 Sempre

  • No futebol, há sempre meias verdades vindas de todos os lados. Ontem mesmo saiu uma notícia do jogador treinando sozinho no CT: “O Flamengo se prepara para encarar o Racing (ARG) nesta quinta-feira (08). Enquanto o elenco treina pela manhã no Ninho do Urubu, o atacante Marinho segue afastado e trabalhando no período na tarde. Nesta quarta-feira (07), o jogador publicou vídeo da atividade.”

  • O Flamengo mandou um jogador indisciplinado que ganha 650 mil Reais por mês trabalhar em home office? Tá de sacanagem. Parece que o clube não tem um advogado trabalhista pra evitar passar um vexame desses.
    A diretoria poderia colocá-lo pra trabalhar no campo da sede da Gávea, cumprindo o mesmo expediente dos que estão no CT e nos dias de jogos ele ganha folga. Assim ele não perde a forma, não contamina os demais colegas e não terá do que reclamar.

  • Se eu fosse o Braz eu colocava o Marinho pra treinar lá no Chile, por uns 15 dias. Oferecia a multa do Marinho para o Club Social y de Deportes Concepción, que é da mesma cidade onde o Fla jogou, pro cara treinar lá. O time está na segunda divisão do Chile, em dificuldades financeiras, seria um bom acordo pra eles. O Marinho passa duas semanas lá pra aprender a ter humildade e na volta é reintegrado ao elenco e fica no banco, mas treinando com os demais. Só sai se o SP pagar a multa. Facilitar a saída do cara é um presente que ele não merece. Muito melhor é cobrar o cumprimento do contrato. Se não faz por onde, não entra em campo.