Capitão vê Fla encorpado com reforços, em especial Cirino.

Sempre sincero em suas coletivas, Wallace fez uma breve avaliação da equipe do Flamengo para 2015 e prevê mudança nas características do time.

– É perceptível (a diferença). O grupo do ano passado era muito bom, mas já passou, e quem chegou foi muito bem recebido. Aos poucos, vamos mostrando a nossa cara. A característica da equipe deve mudar, até pelas peças que vieram.
Ainda sobre caras novas no elenco, o capitão fez questão de elogiar todos, mas destacando a chegada do atacante Marcelo Cirino, destaque do Atlético-PR nas duas últimas temporadas.
– Todas as contratações são boas, mas o Marcelo, misericórdia… O zagueiro que enfrentar ele está perdido. O Arthur tem muita qualidade, tem o Bressan… O Pará é experiente e o Thallyson é muito veloz. São jogadores jovens que a imprensa e a torcida terão de ter paciência. Eles precisarão de tempo para se encaixarem.

A zaga titular do Flamengo tem sido motivo para elogios de Luxemburgo e da torcida. Com isso, Wallace avaliou a dupla com Samir, e mais experiente, deu dicas e projetou até Seleção Brasileira para atleta.
– O Samir evoluiu muito. Desde 2013 tem melhorado. Teve a oportunidade de jogar com o Chicão também, que é experiente… Ele em todo o potencial de chegar à Seleção. Tem que colher informação, ouvir o treinador, aprender…
Com mais de 100 jogos pelo Flamengo e titular absoluto desde que chegou, o zagueiro ainda mantém os pés no chão e rechaçou o título de intocável na equipe.
– No futebol, não existe intocável. Não se é titular, se está titular. A concorrência é boa e não há intocável.
Matéria escrita por Eduardo El Khouri
@EduardoElkhouri