Feliz ano velho, Flamengo.

O Flamengo fez sua segunda partida da pré-temporada e conquistou a primeira vitória do ano em Manaus, contra um adversário conhecido: o Vasco da Gama. Inaugurando o torneio Super Series (que nomezinho, hein?), o rubro-negro bateu o rival lusitano por 1 a 0, com gol de Éverton. O Fla volta a campo no próximo domingo, pela mesma competição, diante do São Paulo.
Dentro de campo, o Flamengo repetiu muitos dos erros e acertos que cometeu durante o ano de 2014. Explorando cada vez mais a velocidade de seu ataque, levou muito perigo quando teve Marcelo Cirino, Everton ou Nixon caindo pelas pontas, apostando em arrancadas contra os beques vascaínos. Essa diferença de rapidez entre o ataque do Fla e a defesa do Vasco se potencializava quando o time de Vanderlei Luxemburgo marcava pressão, dificultando a criação do adversário e gerando oportunidades em contra-ataques.
Por outro lado, com apenas Cáceres, Canteros e Arthur Maia atuando como jogadores de meio campo mais fixos, o Flamengo teve problemas para manter a posse de bola. Enquanto teve fôlego e Guiñazu (o argentino saiu lesionado da partida no começo do primeiro tempo), o Vasco pressionou a saída de jogo do Fla e acabava ganhando espaço no meio-campo. Mesmo com jogadores de nível técnico duvidoso, abaixo do que se espera para um clube como o Vasco da Gama, o Cruz-Maltino exigiu bastante do goleiro Paulo Victor durante toda a partida. O cansaço das duas equipes, assim como as entradas de Márcio Araújo e Pará no time rubro-negro, deixaram a zaga flamenguista menos vulnerável, garantindo o 1 a 0.
Individualmente, o destaque não tem como não ir para o já citado Paulo Victor. O arqueiro do Flamengo continua a fazer boa partida atrás de boa partida, começando a figurar entre os melhores do país em sua posição. Ao menos duas vezes, o jogador criado na Gávea evitou que o Vasco balançasse às redes. Do outro lado do campo, Everton novamente se sobressaiu, com muita energia, raça e o gol da vitória. Marcelo Cirino parecia nervoso e tomou decisões ruins na maioria dos lances, mas demonstrou muita vontade e não sumiu da partida. Conforme vá se livrando dessa ansiedade e entendendo o esquema tático que Luxemburgo quer implantar, deve melhorar o rendimento.
Com a vitória, o Flamengo amplia sua invencibilidade contra o Vasco para nove confrontos (a última derrota aconteceu na semifinal da Taça Rio de 2012, por 3 a 2). No triunfo, demonstrou falhas defensivas, um meio campo inconsistente, além de Paulo Victor e Everton se destacando de maneira positiva. O começo de 2015 parece bastante com o 2014 do time comandado por Luxemburgo, o que era de se esperar, já que nenhuma equipe muda drasticamente em uma semana de treinos.

Fonte: ESPN F.C

Veja também