Flamengo e a esperança azul.

A cada ano que se inicia a grande massa rubro-negra pergunta a si mesmo, o que esperar do Flamengo nesta temporada? Bem, meus amigos, vale ressaltar primeiramente que o ano de 2015 na gávea, não começou em 01 de Janeiro, muito pelo contrário, a caminhada teve início no dia 27/12/12, lembram desta data? Como esquecer. O dia da posse do nosso atual presidente Eduardo Bandeira de Mello. Desde então, a era dos blues surgiram, com um discurso de responsabilidade financeira como o principal objetivo.

Tivemos dois anos de um duro caminho, com obstáculos surgindo a cada dia, porém, com o mesmo discurso no pelotão de frente, organizar a casa, sanear as dívidas e voltar a adquirir créditos mediante ao futebol brasileiro. Neste período pudemos conquistar a Copa do Brasil de 2013 e o carioca de 2014, nada mal para quem começou o mandato com nada mais, nada menos que cerca de 750 milhões de dívidas e nenhum patrocínio máster.

Agora volto à pergunta inicial, pela primeira vez, eu espero o Flamengo montando um time, se não para disputar todos os títulos, mas já almejando vôos maiores em território brasileiro. A base continua a mesma, tivemos poucas baixas, mas nada que desestruture o time, assim como ocorreu na saída do Elias nesta temporada. Em compensação, a diretoria contratou reforços pontuais, seguindo o raciocínio responsável, garimpando possíveis apostas, como Thallyson e Arthur, e tornando o sistema ofensivo mais qualificado com a vinda de Marcelo, sem contar com Pará e Bressan, que inicialmente foram contratados para encorpar o elenco.
Diferentemente do que vinha acontecendo nos últimos anos, a imprensa e os adversários em 2015 já começa a terem um respeito maior ao time rubro-negro e a seus dirigentes, todos já sabem do destino do mais querido se a diretoria continuar neste ritmo, e o mais importante, a torcida comprou o objetivo dos blues e entende que para futuras glórias, temos que passar por algum tempo de campanhas mais modestas.

Mas, parece que esse tempo já se foi, o Flamengo já começa o carioca como o favorito a conquista do título, apesar de que os rivais cariocas, a cada dia que se passa, se apequenam em comparação a grandes times do passado. Estes rivais, que hoje estão a caminho oposto do Flamengo. Voltando a equipe rubro-negra, o próprio técnico Luxemburgo disse: “esperamos um 2015 melhor, e buscaremos no mínimo uma vaga para a libertadores”. Talvez com a chegada do tão sonhado camisa 10 (ou não), esta que foi eternizada por Zico, o time da gávea possa disputar no mínimo o acesso a maior competição vigente por aqui, a Libertadores da América, seja pelo Brasileiro, ou voltando a conquistar a Copa do Brasil, já que quando se trata de mata-mata, o Flamengo cresce.

Para encerrar, a temporada rubro-negra não se resume apenas as quatro linhas, no final do ano tem eleições, estas que serão essenciais para o futuro do Flamengo, então meus amigos, defendam e lutem pela gestão atual, defendam a situação, não vamos deixar que a corja volte e assombre as glorias do mais querido. Vida longa aos blues!
Por: Murillo Penze