Flamengo programa um 10 e um 9, mas não promete ídolo.

O Flamengo projeta um salto de qualidade em seu elenco que, até agora, não se confirmou em campo. Cinco reforços marcaram presença na reapresentação de ontem, no Ninho do Urubu, mas a maioria é de apostas. Além de Marcelo Cirino, Pará, Bressan, Thallyson e Arthur Maia, a diretoria promete ir atrás de um meia e um atacante para fechar o grupo para o Estadual. Ídolos, por ora, só através do acaso.
— Serão atletas para lutarem pela titularidade. Nosso objetivo é um elenco forte, e com isso podem surgir ídolos — aposta o diretor executivo Rodrigo Caetano.
Para a famosa camisa 10, Jadson, do Corinthians, é a bola da vez. No entanto, ele não tem transferência garantida. Para o ataque, as opções também são escassas. A diretoria se deparou, ainda, com dificuldade para enxugar o elenco. Serão 26 atletas a partir de hoje em Atibaia-SP para a pré-temporada.
Por outro lado, a lista deixou de fora 16 jogadores fora dos planos e hoje negociáveis, entre eles o goleiro Felipe, o zagueiro Erazo e o atacante Elton. Jovens como Muralha, Matheus, Negueba e Rafinha devem ser emprestado, mas as negociações caminham com lentidão. Esse segundo grupo deve se reapresentar na quinta-feira e treinará separado até encontrar um destino.
O técnico Vanderlei Luxemburgo seguiu direto para Atibaia ontem. Os jogadores foram submetidos a exames clínicos e a uma primeira bateria de exercícios no Rio. O trabalho seguirá na pré-temporada a espera de possíveis e prováveis novos reforços.

Fonte: Extra Globo