Flamengo torce por pressão de Montillo no Shandong.

O argentino Walter Montillo está irredutível: quer deixar o Shandong Luneng, da China, e voltar para o futebol brasileiro para jogar no Flamengo. O problema é que o clube chinês está difícil de ser dobrado. Quer manter o meia e sequer ouviu proposta do Flamengo por uma compensação financeira pelo empréstimo por um ano e meio.
— Eles não vão liberar — dizia um dirigente pessimista ao longo desta terça-feira.
O jogador, que já aceitou a proposta do clube e reduziria seu salário, falou abertamente sobre sua situação no CT do Flamengo, onde o Shandong faz a pré-temporada. A diretoria do clube chinês, que até agora trava a saída, se reunirá com o jogador e o técnico Cuca e decidirá se ouvirá o apelo por conta de problemas familiares com os filhos do meia.
— Meu desejo hoje é sair. Quero voltar pois minha família não tem o conforto que quero para eles. Acertei em contrato que o clube oferecesse profissionais para prestar assistência ao meu filho. Pedi um fonoaudiólogo, um fisioterapeuta e um professor de espanhol. Não pedi um castelo — desabafou o argentino, que tem um filho com síndrome de Down .
Além da questão familiar, os chineses também precisam decidir que atleta estrangeiro liberar, pois estouraram a cota de cinco com a contratação de Diego Tardelli.
O desenrolar da novela depende do aval do Shandong para uma possível saída do meia. Montillo foi para a China no início do ano passado, e custou cerca de R$ 22 milhões. Na casa do Flamengo, ele elogiou o clube.
— Todo mundo gostaria de jogar aqui no Flamengo. É um clube gigante. Mas não depende mais de mim. Não posso falar aqui que já sou jogador do Flamengo. Seria irresponsabilidade. Minha parte já foi feita. Demonstrei aquilo que quero, mas agora temos que esperar a decisão do clube sobre essa situação — disse o jogador.
Resta ao Flamengo torcer para que a pressão de Montillo supere a resistência dos chineses – ou fazer uma loucura financeira.

Fonte: Extra Globo