Quanto mais adrenalina melhor.

Ok… Tudo bem que a tal campanha iniciada pelo Grêmio, pelo fim dos chatos pontos corridos, justo no momento em que o Cruzeiro vai doutrinando o treco e papando brasileiros aos borbotões, pode até cheirar a um certo tipo de birra de quem não ganhou.
Tudo bem que a fórmula dos pontos corridos valoriza a regularidade, o planejamento, a estabilidade emocional e desportiva do vencedor e também todos os blábláblás decorrentes, já expostos à exaustão em onze de cada dez mesas redondas da TV.
Mas só que… Convenhamos e com o perdão do palavrear… Pontos Corridos é chatinho pra caralho.
Confere, produção? Em valores absolutos, tem aquela chatice de o time campeão (e principalmente sua torcida) se tornar digno desse nome em irritantes doses homeopáticas. Nada mais sem graça… tudo bem, talvez o Carioqueta consiga ser mais sem graça. Enfim, muito insosso o treco de, por exemplo, o time ser campeão porque empatou um jogo e, como um adversário direto tropeçou diante do lanterna (ainda por exemplo) a festa do título está garantida.
O time pode ser campeão até sem estar em campo, né? Tem como ser mais patético?
Em valores relativos… Aí vira covardia. O mata-mata é uma fórmula tão melhor que nos dois últimos anos, depois que a Copa do Brasil passou para um formato mais estendido, indo até bem perto do fim do Brasileirão, este passou a ser um mero coadjuvante enquanto o país inteiro fica roendo as unhas acompanhando o drama maravilhoso das decisivas partidas eliminatórias da Copa.
Com o Flamengo envolvido então, como foi o caso nas duas últimas retas finais de CB, aí é que o país inteiro não quer saber de outra coisa. Nós porque somos em quantidade estupidamente superior, e o resto do povo porque não há prazer maior na vida deles que cuidar da nossa.
Claro que o troço não vai mudar assim de uma hora pra outra. Mesmo porque pra fazer coisa boa o povo que comanda e orquestra a confusão toda demora um pouco. Um aliado forte podia ser a Globo. Afinal a opinião de quem bota um bom dinheiro no troço deve ter um peso bom na bagaça. Mais emoção, mais disputa, mais interesse geral, mais audiência, mais dinheiro.
A possível (pequena) injustiça desportiva que vez ou outra pode ocorrer? Phoda-se. Copa do Mundo é legal? Champions League é legal? E Libertadores? Por que será?
CURTAS
FUTURO PRESENTE.Molecada voando baixo na Copinha. A eterna renovada esperança que temos de que a prata da casa volte a valer ouro algum dia.
FANIQUITO. Acho mesmo que o Conca nem vem. Tanto faz. Ver o faniquito das moças, já estressadas com o início do tempo das vacas magras, já tá valendo.
DANDO O BRAÇO A TORCER.Elogios ao Novo Flamengo e Suas Azuis Tonalidades vindos de todas as partes. Até de quem a gente não espera muito. Smurfs em alta.

Fonte: Falando de Flamengo