‘Moda peruana’: Guerrero provoca estouro de vendas em produtos do Flamengo

Fonte: Extra

Se com Guerrero em campo o Flamengo é 100% — quatro jogos e quatro vitórias —, fora dele pode chegar a 500%. A explosão da venda de bonés de aba reta licenciados pelo Rubro-negro, usado pelo peruano, mede o sucesso do camisa 9 nesse início de relação. No marketing, é também um gol atrás do outro. São 40% de aumento na venda de camisas, de acordo com o clube e atestado pela Adidas, que não confirma valores, mas comemora o “boom” a ponto de lançar um modelo do uniforme rubro-negro no Peru.

— Imaginar não imaginava (o começo arrasador), a gente tem que pensar que tem que ganhar e só — afirmou Guerrero na chegada da delegação ao Rio de Janeiro, após a vitória sobre o Goiás.

Se o foco do atacante está em campo, “acabou o caô”, refrão do funk que embala a torcida, também de forma virtual. O crescimento do Flamengo com Guerrero se transformou em mania na internet, quando a música cantada em sua estreia no Maracanã diante do Grêmio viralizou na voz do MC G3. Os vídeos com a expressão “Acabou o caô” são mais de 30 mil no Youtube. E o cantor já majora o cachê.

— Está engrenando. As pessoas estão procurando mais para shows. Estamos dando uma valorizada no cachê. Uns 20% — conta o funkeiro G3, de nome Paulo César, 32 anos, nascido em Vigário Geral e criado na Cidade Alta, ambas na Zona Norte do Rio.

O comportamento de Guerrero ainda não ajudou a moda a pegar de vez. Tímido e pensando em tirar o time de situação difícil no Brasileiro, o jogador tem 2,6 milhões de curtidas no Facebook, mas pouco se expressa na rede. No desembarque após os jogos, o atacante também quase não fala, e o tratamento aos torcedores ainda é frio.

Com o time esquentando no Brasileiro, o MC G3 já prepara um novo sucesso, com Guerrero e o ataque do Flamengo, prevendo uma vaga na Libertadores.

— O Flamengo tem tudo para crescer, chegou um ataque mais forte, o G3 chegou na vida do Guerrero para levar o Flamengo ao G-4 — brinca o funkeiro, adaptando o refrão do “hit” após o resultado contra o Goiás. “Acabou o caô, o Guerrero tocou, o Cirino guardou!”, é a nova letra, que vai se estender a outros jogadores, como Ederson. Guerrero chegou e, em campo e fora dele, todo mundo aproveita a onda.

Veja também

  • Quem esta com a faca e o queijo na mao e o cristova so falta ele querer.

    • Marcio quando eu disse faca e o queijo na mão, quis dizer com relação ao marketing do Mengão. Conseguiu juntar um grande craque a uma torcida apaixonada, agora eles devem saber explorar isso para obter lucros.

  • Vamos mengo que o campeonato começa agora

  • Flamengo está com a faca e o queijo na mão, basta saber usar.

  • Muito bom mesmo ver o melhor do mundo mandando fora das quatro linhas…queremos ver a Diretoria ou a Nova Diretoria projetando atletas desse nível pra o próximo ano!

Comentários não são permitidos.