Mauro Cezar: “Deputado quer projeto de lei que redistribui cotas de TV no futebol”

O ex-governador de Pernambuco e deputado federal Mendonça Filho (DEM) pretende reapresentar em fevereiro o Projeto de Lei sobre a regulamentação da venda dos direitos de transmissão de jogos de futebol do campeonato brasileiro pela televisão. “Com um pequeno aprimoramento se for necessário. O debate voltou pra ficar”, disse ao blog — clique aqui e acesse a versão original do PL, que é de 2011.

“O modelo que inspirou o meu projeto foi o da Premier League da Inglaterra”, diz o político, filho de José Mendonça Bezerra, morto há quase cinco anos e que também foi deputado (Arena, PDS, PFL e DEM de 1975 a 2007). Ele presidiu o Santa Cruz entre 2001 e 2002, tendo Muricy Ramalho como técnico no primeiro ano de seu mandato.

A versão do projeto de lei apresentada por Mendonça Filho em 2011 especifica em seu artigo 7º que: “Os clubes dividirão as receitas auferidas pela venda dos direitos de transmissão do campeonato brasileiro da seguinte forma:
I – cinquenta por cento (50%) do total arrecadado dividido
de forma igualitária entre os clubes;
II – cinquenta por cento (50%) do total arrecadado
dividido tomando por base a colocação do time no campeonato anterior e a
média da audiência dos jogos nos anos anteriores”.

“Minhas ideias filosóficas são pró-livre mercado, sem interferências. Mas como as rádios e TVs são concessões públicas, é preciso encontrar um marco legal adequado”, alega. O deputado conta que na época encomendou estudo à Assessoria Legislativa da Câmara para produzir alternativa que atendesse à demanda dos clubes.

Fonte: ESPN

Veja também

  • VTNC, mais um comunista querendo fazer caridade com o dinheiro destinado ao flamengo. Será que seria do interesse dele equiparar o salário dele de deputado ao salário mínimo??? Acredito que não, só mais um demagogo.

  • Ele quer dividir para roubar do santa cruz ,se ele está realmente preocupado porque não vão investigar e punir os corruptos da CBF.

  • Isto é puro marketing político pois um projeto de lei do tipo populista vai ter muita repercussão. Ele não está nem aí p o futebol brasileiro só quer ser conhecido e aposto que isto não passa no congresso e mesmo q passe acho q provavelmente vai ser invalidado pela justiça.

  • Isso é historinha que nem engana crianças de 3 anos.
    Isso não pode acontecer pois a divida do fla é muito grande e isso não irá ser sanado em 10 ou 20 anos e aqui não é europa, to com bandeira e Corinthians pois quem dar audiência neste País de corruptos.
    25% em alusão de audiência não é nada mesmo o fla levando a maior parte junto com Corinthians.

  • Sempre falo… Enquanto a população não se revoltar de verdade, invadir o congresso e as assemble ias, e matar esses políticos… Não há solução… Somos uma das nações q mais paga impostos e não temos nenhuma contrapartida! As grandes civilizações surgiram com muito sangue ruim derramado… Morte aos políticos!!

  • Quando os clubes aqui tiverem a mesma organização, poderio econômico, a mesma realidade de Moeda, TODOS COM SEUS ESTÁDIOS, ai a gente fala disso. A realidade aqui é outra.
    *Porque o digníssimo não propõe que clubes como: FLAMENGO tenham direito a um estádio próprio(criando um (financiamento especial)…o Flamengo vem lutando para isso, e a podridão Política, sempre atrapalhando. Isso que deverias propôr.
    *Proponha a mudança da norma legislativa que PERMITE AOS SENHORES AUMENTAREM SEUS SALÁRIOS SEM PASSAR POR NENHUMA APROVAÇÃO. Que tal? Isso sim é muito mais importante. Vá procurar o que fazer.

  • Concordo com o deputado… Acho sim… Que podem dividir as cotas.

    Queria até aproveitar a lei do deputado, para que fosse inserida uma emenda no projeto de lei onde todos os salários fossem iguais… E os políticos ganhando igual a qualquer trabalhador brasileiro.

    Concorda comigo Deputado???

  • O nobre senhor deputado deveria se preocupar com coisas mais importantes como a educação, a saúde, a segurança pública e o saneamento básico. Pra chegar a esse ponto é porque com certeza não há muito o que se fazer no Congresso.
    Em um país em que até os analfabetos chegam ao Poder, não me espantaria o fato desse senhor saber que o que ele pretende fazer é INCONSTITUCIONAL.
    E mesmo se não fosse, a Globo em parceria com os clubes poderiam driblar a Lei (que não existe) em questão de pouco tempo, através de uma empresa não-televisiva.

  • Tá com falta do que fazer bandido?

  • Será que o nobre deputado aceitaria dividir o salário dele conosco?

    • Isso.

      Como o nobre deputado está inspiradíssimo em bondade poderia sugerir criar uma lei específica anti-corrupção. Por exemplo: qualquer político, empresas, parentes ou quaisquer pessoa envolvido em corrupção, seja qual for o valor, tem prisão perpétua, todos os envolvidos perdem todos os bens até chegar o valor ou próximo (caso o valor não tenha sido integralmente recuperado todos os bens da família que esteja em nome de pai, mãe, filho, filha, esposa serão repassados à justiça para leilão. Todo e qualquer dinheiro que cair na conta de alguém é bloqueado pela justiça).

      • Tem q matar… Guerra civil

  • Não sou contra essa distribuição por alguns motivos.

    O primeiro é que o Flamengo, junto com o Corinthians, vai acabar ganhando uma boa fatia nesses 25% de audiência. Nenhum outro clube consegue tanta audiência quanto os dois.

    Depois, podemos negociar as cotas da TV Fechada em separado, como faz o Machester United por exemplo, que recebe uma quantia incomparável na Inglaterra, assim como o Liverpool.

    Em terceiro lugar a cota de TV é apenas mais uma fonte de receita. Um clube como o Flamengo pode arrecadar valores muito maiores com ST, Patrocínio, Publicidade, produtos licenciados, bilheteria. Ninguém nos faria sequer cócegas neste aspecto.

    Se pegarem o exemplo do Bayern de Munique na Bundesliga vocês terão noção do que eu falo. O time de Munique é o que recebe a maior quantia de cotas, mas apenas 3 milhões de Euros a mais que o Borussia Dortmund que é o segundo colocado. A arrecadação do Bayern, no entanto, é estratosfericamente maior que qualquer time alemão.

    Lá na Alemanha as cotas não tem nem de perto a mesma importância que tem aqui, porque os clubes sabem ganhar dinheiro, são organizados; e o mais importante, o futebol de lá é um espetáculo de ponta, então as receitas advindas da bilheteria são enormes.

    Abrir mão desse “domínio” nas cotas de TV é um passo “para trás” que o Flamengo tem que dar. Um futebol nacional forte só nos beneficiaria ainda mais. Muito mais que atualmente.

    • Concordo com a idéia de dividir cotas… Só não concebo a idéia de um bandido desses se meter nisso… Num país miserável cheio de outras prioridades! Morte aos políticos!

    • Tbm concordo… mas só depois de o mengao se reestruturar totalmente, pois agt passou 3 anos sofrendo pra poder colher agr e os caras querem tirar… sem chance.

    • Rapaz eu não concordo sabe porque quando o flamengo estava quebrado ,jogador falando “finge que pago eu finjo que jogo ,de nil só em rede aberta falando que o flamengo deve ele torcida rival nos chamando de flalidos, ninguém quis nos ajudar quem acabou com o clube dos treze não foi o flamengo. Desculpem as palavras mas eu quero que se foda os clubes eu torço pro flamengo não para eles ,cansei parceiro de ser chamado de caloteiro e flalido agora eu que vou chamar os outro .

      • Futebol fraco não é bom para a gente meu amigo, significa menos patrocínio, menos empresas querendo fazer parcerias, expor a marca no nosso futebol.

        Sem falar que o Brasil virou cordeiro de todos, daqui a pouco os EUA vão estar levando nossos jogadores, aí não vai sobrar nada.

        Não se deixe levar por esse tipo de sentimento, futebol fraco é péssimo para nós.

  • Até que demorou… Tanto coisa importante para apresentar e esse VAGABUNDO prefere meter o nariz em cota de televisão… Impressionante como no Nordeste (que adoro) brotam esses tipos de projetos (royalties, cotas de tv,…)! O negócio é dividir!!! Nessas horas todo mundo vira COMUNISTA…

Comentários não são permitidos.