“O silêncio que precede o esporro!”

“Poucas instituições serão tão abrangentemente nacionais quanto o Flamengo – a Igreja Católica, sem dúvida, é uma delas, e, talvez o jogo do bicho. E olha que o Flamengo não promete a vida eterna e nem o enriquecimento fácil. Ao contrário, às vezes mata de enfarte e, quase sempre, só dá despesa. Mas uma coisa ele tem em comum com a religião e o bicho: a Fé! Por onde vai, o Rubro-Negro arrasta multidões fanatizadas. Há quem morra com o seu nome gravado no coração, a ponta de canivete. O Flamengo tornou-se uma força da natureza e, repito, no Flamengo venta, chove, troveja, relampeja. Cada brasileiro, vivo ou morto já foi Flamengo por um instante ou por um dia.” (Nelson Rodrigues)

750 milhões de reais em dívidas! 212 milhões de reais anual em receitas! Cerca de 550 ações trabalhistas! Ameaça de exclusão do Ato Trabalhista e da Timemania por inadimplência! Ausência de patrocínio máster na camisa! Sem um CT com estrutura ideal para se trabalhar ou cuidar de seus atletas! Ausência de certificado de clube formador! Esportes olímpicos com déficit anual de 17 milhões de reais!

Pois bem, esse o cenário encontrado no Flamengo pelo presidente Bandeira de Mello e toda sua equipe, em janeiro de 2013.

Três anos se passaram desde então e as coisas ainda não mudaram como o torcedor mais apaixonado gostaria. Afinal, a ele importa “apenas” o resultado obtido dentro de campo.  E esses três anos não foram dos melhores nesse aspecto.

Com exceção à improvável conquista da Copa do Brasil de 2013, que garantiu participação na Libertadores de 2014 (vergonhosa, diga-se de passagem), o futebol do clube da Gávea acumulou fracassos tanto nos campeonatos disputados como nas contratações realizadas.  O que provocou e provoca zoações dos rivais e, por consequência, mina a paciência, principalmente, daqueles que deixam a emoção falar mais alto.

Porém, ao final do primeiro mandato dessa tão falada, elogiada e premiada gestão, o que realmente mudou no Flamengo, capaz de criar uma expectativa boa no seu torcedor? Qual o cenário atual do clube? E por que se animar com o que está por vir?

Analisando os números publicados e amplamente divulgados nos sites mais importantes de esporte, é possível perceber que se o Flamengo não é hoje uma potência, está bem próximo de se tornar. E a grande sacada dessa diretoria foi colocar o dedo na ferida. Para arrumar o clube era necessário esquecer momentaneamente os investimentos que deveriam ser feitos no futebol e, ainda por cima, tirar cada centavo conseguido através dele para sanear dívidas. Absurdo? Os números mostram que não.

Em dezembro de 2015 o Flamengo divulgou um balanço de como o clube se encontrava, o que permite ver tamanha discrepância e o quanto seus gestores estavam com a razão.

463 milhões de reais em dívida (redução de 287 milhões).  350 milhões de reais em receitas (aumento de 138 milhões).  60 ações trabalhistas (redução de 490 processos). Crédito de alguns milhões de reais com o TRT como garantia de cumprimento ao Ato Trabalhista. Esportes olímpicos autossustentáveis.  Certificado de clube formador. Adesão ao Profut. Programa de sócio-torcedor mais rentável do país com mais de 60 mil sócios e uma receita anual superior a 30 milhões de reais. Patrocínio máster de 25 milhões de reais da Caixa e uma camisa avaliada em mais de 70 milhões de reais (patrocinadores e fornecedor).

Certamente aquele mesmo torcedor apaixonado, citado anteriormente, ao ler o parágrafo acima dirá: “Beleza, esses números são legais, mas eu quero é time bom! Quero título!”

Como rubro-negro, concordo.  E por ser um torcedor mais razão que emoção (pelo menos na maior parte do tempo), também discordo.  Discordo por saber que o Flamengo precisaria fazer um dia o que está fazendo agora.  Discordo por não querer o Flamengo um ano arrebentando e outro ameaçado de rebaixamento. Discordo por acreditar que a conta das gestões anteriores chegaria e que foi muita sorte chegar para quem estava disposto a pagá-la.  Mais do que recuperar o clube Flamengo, esses “caras” vem recuperando o prestígio e a credibilidade do Flamengo.

Hoje, com o aumento das receitas, com a dívida reduzida e controlada, com a diminuição de penhoras e parcelamentos a longo prazo, a diretoria finalmente começa a ter dinheiro em caixa para fazer os investimentos pretendidos, em especial no futebol.  Aliás, esse é o projeto e a proposta para o triênio 2016/2017/2018. Montar um time forte, além de reformar e modernizar o Ninho do Urubu.

E qual motivo eu teria para duvidar, diante do que foram capazes de fazer durante os três primeiros anos?

Enfim, penso estar chegando o momento em que o Flamengo será tão grande como acredita o seu mais apaixonado torcedor.  E se a razão dele, ainda que em um único momento, superar a emoção, certamente conseguirá enxergar que essa “geração do Bandeira” é a melhor que o clube já teve depois daquela “geração do Zico”.

Fonte: Jean Motta / Futebol é Pra Homem

Veja também

  • Assino embaixo!

    Só tenho uma certa decepção com nossa torcida pela baixa adesão ao programa de sócio torcedor.Tudo bem que a grana tá curta e não é muita gente que tem disponibilidade pra tirar R$ 30 ao mês pra ajudar o Flamengo, mas não consigo acreditar que num universo de 30 milhões (numa perspectiva pessimista,pois se estima que o Fla tenha quase 40 milhões de torcedores),não existam pelo menos 100 mil rubro-negros em condições de se associar.

    Sou sócio-torcedor desde maio de 2013 (430452) mesmo morando a quase 3000 km do RJ,em Belém,e quando dizem que o programa de sócio-torcedor do Fla é ruim por dar muita coisa em troca respondo que o maior benefício que posso ter é o fortalecimento do Flamengo,a segunda coisa mais importante pra mim,atrás apenas da minha família.

    • Verdade, Gabriel. SRN.

  • Excelente texto parabéns. Aos imediatistas parem de dramatizar e entrarem na pilha da mídia. Principalmente a paulista q querem de qualquer forma que o “Poderoso Timão” um dia seja a maior torcida e esfregar na nossa cara. Porque eles não dão ênfase q a nossa camisa foi a mais vendida em 2015 e a do “Timão” foi a 3a mesmo eles sendo campeões brasileiros mostrando ao imbecil do Neto quem é a torcida terceirizada.

    • Boa, Weber. SRN.

  • Parabéns Jean, texto de um torcedor lúcido, espelha a realidade que O Mais Querido vem passando.
    As vezes fico chateado com a impaciência da torcida, mas acho que este ambiente em ebulição que ronda sempre a gávea já faz parte do nosso DNA.
    SRN

    • Valeu, Germano. SRN.

  • Belo texto. Há algum tempo, todos diziam que a dívida do Fla era impossível de se pagar. Grande gestão. Espero que continue assim.

    • Exato, Bruno. SRN.

  • O flamengo não vive só de saneamento de dívidas e sim de futebol!, acho melhor apresentarem um bom futebol, pois ver o flamengo viver somente de bons exemplos administrativamente, não aumenta número de torcida ou nos faz alegres!!, chegou a hora de colher BEM, os frutos plantados há mais de 3 anos.

    • SRN.

    • No futebol, boa gestão e futebol de alto nível andam de mãos dadas. Ainda é cedo pra colhermos os frutos de todo trabalho que vem sendo feito no clube, a situação era realmente muito séria, ainda temos mta dívida pra pagar mas já estamos com elenco do nível dos melhores do país e melhorando a estrutura de trabalho dos profissionais. O que nos faz muita falta é um estádio nosso, um problema que temos que começar a resolver nos próximos 3 anos…

  • Concordo em grande parte dos comentários, porém, no final você comprometeu quase um bom texto. “FUTEBOL É PRA HOMEM” foi de um machismo, preconceito, burrice e sexismo sem precedentes. Lembre-se, as mulheres já são 40% da nossa torcida. Eu, por exemplo, convivo com uma fanática aqui em casa, que por acaso também é minha esposa. E tem mais, elas consomem mais produtos do Flamengo.

    • Também reparei isso, acho que deve ser o nome do blog ou site de onde veio esse texto.

      • Exato. É isso mesmo. Obrigado. SRN.

    • Prezado Luciano. Temos um blog, que tem como nome “futebol é pra homem”(www.futeboleprahomem.blogspot.com.br), mas esse nome não surgiu por uma ideia machista ou coisa do tipo. Pelo contrário. Todos os integrantes do blog concordam plenamente com você. Caso se interesse, dê uma passada em nosso blog e leia nosso primeiro texto, que explica toda essa história. De qq maneira, deixo um abraço e agradeço tanto o elogio quanto à manifestação contra o preconceito. SRN.

  • O texto é muito bom e demonstra uma comparação interessante entre o antes e depois.
    Por três anos, buscamos a volta da credibilidade e a redução da dívida. Conseguimos muita coisa, mas ressalto que temos muito a pagar e controlar, este ano talvez seja o primeiro que iremos ter as receitas maiores que as despesas, o que incluo nossa dívida.
    O que nós torcedores precisamos controlar é nosso imediatismo. Estamos no começo de uma revolução no departamento de futebol com ênfase no profissionalismo e busca da excelência. A figura do Muricy simboliza está nova era e é o nome certo para ajudar nesta condução.
    Temos reformas no CT, consultoria de performance física, material humano e bom, técnico e comissão capazes.
    O que não podemos é vaiar como aconteceu no Espírito Santo. O time vai oscilar e este é o momento. Não quero e nem espero alta performance agora, temos que esperar o trabalho consolidar. Já queremos grande futebol nos primeiros jogos oficiais… Isto é bem tolo por sinal.
    Portanto, vamos dar crédito e valorizar estas ações, o time ainda tem muito evoluir, mas já demonstra virtudes.

    • SRN, Gracilio.

  • Concordo plenamente com as palavras ditas neste texto.

    • SRN, Josean.

  • Belíssimo texto, poderíamos encurtar esses períodos de glória se tivesse uma adesão em massa ao sócio torcedor. 1 milhão de sócio-tercedores.

    • SRN.

  • RUBRO-NEGRO, JÁ PAGOU SUA DARF HOJE???

    • Que DARF? Tem é que virar sócio torcedor….

      • Concordo, Gustavo. SRN.

  • Concordo em partes com o texto.

    Embora ache que não teremos futuro se não for com base na responsabilidade fiscal e no cumprimento de nossos deveres como cidadãos e que a chapa azul causou essa revolução rubro negra, não podemos fechar os olhos para algumas coisas que acontecem no futebol do flamengo.

    Times com investimento menor que o nosso fizeram ano após ano campanhas melhores que a nossa.

    Cito Sport e atlético PR, mas tivemos outros que também conseguiram isso.

    Espero que esse ano tenhamos um futebol de ficar entre os 5 melhores do Brasil. Já que nosso poder de investir já está entre os 5 maiores.

    Fui contra a contratação do Muricy, mas agora que ele veio espero que ele fique os 2 anos de contrato dele. O amadorismo em relação a troca de treinadores imperou por aqui nos últimos 3 anos.

    Enfim nem tudo são flores. Mas na próxima eleição, que poderei votar finalmente, manteria a chapa azul ou a verde no poder, pela austeridade financeira.

    • Isso sempr me impressionou. Mas acredito ser cultural. Uma cultura de displicencia que precisa ser combatida com veemencia. Por isso o muricy. Ele n é o melhor tecnico, mas é muito profissional, coisa que nossos jogadores não são nem um pouco.

      • Cada vez que um técnico é trocado por boicote de jogadores só estimula crescer essas lideranças negativas dentro do elenco.

        Embora tenhamos tido técnicos muito fracos (mano Menezes, Cristóvão Borges) e outros ultrapassados (luxa) tivemos o Dorival Junior o Osvaldo, que são treinadores com bom nível. Mas o elenco não quis saber de deixar ninguém por lá.

        Esse ano espero que seja diferente.

        • Tb espero, Lucas. SRN.

          • Então ele que abra o olho com o Sheik…

      • Valeu, Dieki. SRN.

    • Valeu, Lucas. SRN.

  • Excelente mesmo, porém o elenco do Flamengo é muito caro pra ficar dando esses vexames que tem dado nos últimos meses.

    Uma coisa não impede outra, os resultados em campo são obrigatórios pra gerar lucro ao clube e atrair o torcedor a consumir mais.

    • Valeu, Wagner.

  • Parabéns pelo texto.

    Infelizmente grande parte da galera só quer ver gol, e não quer saber se pagou ou não.

    Mas contra os “antis” reinaremos.

    E se vale resgatar as frases do O RAPPA, segue a “SOU PESCADOR DE ILUSÕES”, pois creio que em 2018 o Mengão vai estar perto de um MUNDIAL.

    Se a turma do EBM acreditou, eu também acredito. SRN

    • Valeu, Ruy. SRN.

  • PERFEITO O TEXTO!

    • Obrigado, Arthur. SRN.

  • Pelo que venho observando o planejamento da nova diretoria é crescer de forma sustentável. Conforme as dívidas são quitadas durante o ano corrente no ano seguinte esse dinheiro que “sobra” é investido no clube (não necessariamente no futebol). Por exemplo: se em 2016 pagarão cerca de 80 milhões em dívidas e em 2017 estão previstos pagarem 40 milhões, então “sobra” 40 milhões em 2017 para reinvestir no clube.

    • Verdade

    • Verdade, Adriano. SRN.

  • Umberto Eco dizia que é natural numa sociedade termos uma grande quantidade de pessoas imbecis. E que com a mídias sociais e Internet, simplesmente essa enorme massa de imbecis ganhou voz.

    Nos próximos 10 anos, vamos ter mais títulos que a década de 80. Duvidar disso é muita falta de noção matemática. Só de diminuir de 550 para 60 ações trabalhistas, fazer bons acordos com Romário e Ronaldinho e pagar quase 300 milhões de dívidas em 3 anos já seria considerado milagre. Pelo menos o suficiente para Rubro-Negros verdadeiros não criticarem. A pessoa que critica sem base em fatos passa vergonha e nem sabe. Numa certa medida, tenho pena.

    Mas minha indignação com esses analfabetos funcionais é maior que a pena. Pois é muita covardia criticar tanto justamente os salvadores do Flamengo, porque se depender desses cotocos com “opinião”, que não dão 1 real para o clube e nenhuma hora de trabalho, a dívida hoje estaria perto de 1 bilhão e talvez a receita em menos de 100 milhões e mais dívidas trabalhistas.

    Flamengo hoje é EXEMPLO NACIONAL de como se administrar um clube. Mais: de como salvar um clube brasileiro, já que era o que mais devia, e hoje é o clube mais rico DISPARADAMENTE. Não tem nem comparação com segundo, que rouba metade e a outra metade depende de um dia a China querer e comprar tudo (sorte), mas é algo que não se sustenta. E olha que os bandidos lá tem até bastante torcida, e mesmo assim perde feio. E estamos falando do segundo, que dirá os demais. Não tem como segurar o Flamengo mais. Nem mesmo parte dos rubro-negros que critica sem nem ter idéia que o Flamengo está fazendo história e será o primeiro clube brasileiro a realmente bater de frente com os maiores clubes europeus daqui cerca de 10 anos.

    • Salvo engano, Flamengo é o único clube que está reduzindo sua dívida no futebol brasileiro. Segundo alguns sites a previsão do Flamengo é chegar ao final de 2016 com uma dívida de 408 milhões. Cerca de 300 milhões é divida com o governo. A partir de 2020 as únicas dívidas serão com o governo e Romário (receberá R$ 160 mil por mês até o fim de 2022).

      “Outro acordo envolvendo Romário já havia sido firmado pelo Flamengo
      anteriormente. Por conta do rompimento unilateral do contrato com a RSF
      Eventos e Promoções, empresa de propriedade do Baixinho e que cuidava de
      seus direitos de imagem, ficou decidido que o ex-atacante receberá R$
      160 mil por mês até o fim de 2022.”

      Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2015/03/fla-faz-acordo-com-romario-por-divida-e-paga-r-42-milhoes-ao-ex-jogador.html

      • Romário e Ronaldinho não não deram nada, e quando vejo esses nomes associados ao Flamengo lembro de Kleber Leite e Patrícia Amorim, um empresário e uma política que usaram descaradamente o clube para seus propósitos pessoais.
        Que tenham a vergonha de nunca mas pisar na Gávea, já é um grande favor que nos fazem.

        • Verdade, Almir.

    • Exato. SRN.

  • Essa diretoria trabalha com seriedade e já provou isso Parabéns bandeira espero que ao acabar seu mandato vc mesmo aí prepare outro pra ser igual a vc e continuar o que vc
    fez

    • SRN.

  • Leio esse formidável, por ser 100% verdadeiro, texto e me pergunto:

    Quando os modinhas torcedores vão se tocar?

    30 reais!

    O preço de 4 cervejas na rua!

    Em um mês!

    E ainda querem trilhões de benefícios….quando o maior de todos é a alegria do título, com a sacanagem aos amigos.

    O que esses caras estão esperando?

    SRN

    Gustavo Cinelli
    Sócio torcedor desde 2013
    Flamengo desde 1979

    • Valeu, Gustavo. SRN.

    • Fora o monte de benefícios que tem, só de ter 10% de desconto em todos os produtos do Fla já vale a pena…

  • Texto perfeito…esse texto é pra galera do mimimi…com essa diretoria rumo ao topo

    • Obrigado, Rodrigo. SRN.

  • Texto excelente. Falou tudo. Realmente estamos caminhando pra ser do tamanho que a gente sempre acreditou ser. Os rivais sacaneiam agora, mas temendo pelo futuro. Aproveitem pra sacanear nesse começo de ano, porque daqui pra frente só vamos melhorar e montar times cada vez mais competitivos. SRN

    • Valeu, Rafael. SRN.

  • Me lembro desse cenário lamentável e sempre me perguntava quando conseguiríamos muda lo …passamos três anos a pão e água e sobrevivemos,e quando estamos tão próximos de vencer eu escuto incredulos choramingando que não ta de seus agrados…isso é horrível,lamentável…deixem o choro para os antis,e olhemos para a frente,algo incrível nos aguarda…e nada e ninguém vai tirar da gente o gostinho de ver esse RESTO de clubes se apequenarem diante do nosso mengão…SRN

    • SRN, Titan.

      • Salve irmão RN

  • Em meio a tantos textos de crítica ao time e diretoria, surge um texto espetacular, desses.

    Pena que uma grande parte só se interessa pelo texto quando está escrito “crise”, “fora Wallace”, “fora M. Araújo”, enfim…

    Parabens pelo texto !

    • Verdade muito bem escrito

      • Valeu, André. SRN.

    • Obrigado, Guilherme. SRN.

    • Texto muito bom !!!!

    • Verdade, mas ainda quero o Caramujo fora, até o Wallace pra mim é mais aceitável… kkk

  • Texto espetacular.

    • Valeu, Marcondes.

Comentários não são permitidos.