Gol de Vizeu e inscrição de Paquetá dão esperança ao futuro da base

Ressalta aos olhos, não somente, deste humilde colunista, como também de parte da imprensa, todos os juniores que subiram da Copinha para o elenco profissional, são eles: Thiago,Léo Duarte, Ronaldo, Paquetá e Vizeu. Todos os anos é costume do Flamengo aproveitar alguns jogadores da base no time de “cima”, entretanto há diferenças entre esses e outros de outras remessas que já foram considerados joias, como Adryan e Rafinha, só para citar alguns exemplos. O planejamento da diretoria, era observar melhor esses jogadores, no campeonato Carioca, porém com o impedimento de disputa-lo com um time alternativo, acabou lhes tirando espaço.

Na Copa São Paulo, o goleiro Thiago, não só fez belas defesas, como foi um líder dentro de campo, e por muitas vezes segurou o resultado da partida. Léo Duarte, zagueiro seguro e rápido, pede passagem dentro do elenco, creio que pode fazer uma ótima dupla suplementando o Juan. Ronaldo, que inclusive é objeto de uma coluna anterior minha, tem tudo para fazer sombra ao Cuellár. Felipe Vizeu, até agora, tem sido o mais sortudo desses, é o reserva imediato do Guerrero, pois Kayke ainda está sem condições de jogo, vem entrando em alguns jogos, e já fez uma partida de titular, inclusive tendo boa atuação e marcando um gol. E por último, mas não menos importante, o que considero, a maior “promessa” entre os cinco: Lucas Paquetá. Lucas ao contrário dos outros, foi inscrito só agora no Campeonato Carioca, segue a análise de Guilherme Momensoh, um importante olheiro no mercado sul-americano, para esse jogador:  “Lucas Paqueta é um meia extremamente técnico, com um passe e visão de jogos fora de comum e bons chutes, mas além de meia Paquetaá joga também de volante, 1º e 2º. Ele é um meia armador que sabe marcar!

A geração de Adryan, Rafinha, dentre outros, era muito comparada com antigos ídolos do Flamengo, e ás vezes até vítimas da falta de planejamento da diretoria, o que acabou os prejudicando. Todavia, hoje, vê-se um maior compromisso da diretoria, tanto em questão de planejamento, como de estrutura para os auxiliar nesse processo vertical, a geração de Vizeu e cia, parece mais centrada, e principalmente mais “alfabetizada” taticamente, o que irá facilitar bastante o desenvolvimento nos jogos.

Só que com a frustração de não poder escalar um time alternativo, onde esses jovens teriam mais espaço e sequência de jogos, não podemos acompanhar o rendimento e progresso deles.

Espero, num futuro bem próximo, que os jogadores da base ganhem cada vez mais espaço, e relegando jogadores que pouco acrescentam como Márcio Araújo e Gabriel, a outros times.

 

Saudações RN.

Gostou? Comente, critique, compartilhe e me siga no Twitter @wesleypbc

 

Veja também

  • Eu não concordo com essa filosofia do Flamengo de emprestar os jogadores para times pequenos como Luverdense, Metropolitano, ASA, etc, que não tem sequência nenhuma.
    Se for para emprestar, que empreste para algum clube que a mulecada ao menos tenha visibilidade e sequência, (por exemplo, que jogue o Estadual e a Série B ou A seguidamente) ou então pra fora do país como foi o Adryan que foi pra Itália e França e até o próprio Rafinha que foi pra Coreia do Sul.
    Wellington Nem não era conhecido, apareceu no Figueirense e aí que foram saber, ele era do Fluminense que tinha emprestado.
    Tem que botar a garotada em times competitivos e não pra ficar tomando porrada senão acaba queimando as crias da casa.
    Isso na minha opinião é desvalorizar o próprio material.

    • Amigão, não é a diretoria que escolhe, são os times q se interessam, a galera fica falando de um monte de jogador da base q ta emprestado e que tinha q ter chance, ja pensou todos estivessem no elenco? Vc acha q se esses jogadores fossem tão bons assim outros times não se interessariam? Alguns torcedores tem que parar de pensar que são os donos da verdade, tem uns q falam assim: Se eu to dizendo que esse jogador é craque ninguem pode dizer o contrario, mesmo q nenhum time queira ele, eu acho q ele é craque então pronto, ele é craque! Pessoal viaja muito na torcida pelo jogador que gostam.

  • Paquetá é o mais promissor realmente, mas também gostei muito do Patrick. Enfim acho que de agora em diante faremos do jeito certo, sem novos “Zicos”.

  • Acredito que o Thiago, Léo Duarte, Ronaldo, Paquetá e Vizeu, que já estão no profissional e o Ennes, Trindade, Matheus Sávio e Cafu, que ainda estão na base, tem totais condições de integrar o elenco profissional do Flamengo. É uma geração com muito potencial, vai nos trazer muitas alegrias.
    Acredito que da geração da Copinha de 2011 só o Adryan ainda tem chance de nos dar retorno dentro de campo. O Rafinha tem muito talento, mas se perdeu quando foi emprestado pelo Flamengo e não conseguiu ser titular nem nos times pequenos por onde passou. O Rafinha perdeu espaço por causa da chegada do Paulinho, que jogou muito no segundo semestre de 2013 e em 2014 o Flamengo ainda trouxe o Everton, que era outro jogador de velocidade e que veio com moral pela boa campanha no Atlético-PR. Mas a ideia da diretoria era emprestá-lo pra ele ganhar experiência e voltar, mas como foi mal nas equipes que passou, não chamou atenção das comissões técnicas que passaram pelo Mengão. Espero que ele consiga voltar a jogar em alto nível, o Léo Moura estando no mesmo time que ele vai ser bom pra dar conselhos e ajudar o garoto. O Adryan quer voltar, a mulher dele não se adaptou à França. O Muricy poderia dar uma chance a ele, futebol ele tem.
    Acredito que em breve pelo menos metade do nosso time titular vai ser formado por pratas da casa e teremos um time extremamente competitivo. SRN

  • Temos que ter cuidado com a base não podemos fazer o que fizemos com a geração do rainha e companhia que não vingou ninguém.
    Obs:Trader Esportivo http://bit.ly/1LySS8H

  • O rafinha jogava bem. Na verdade ele jogou bem até demais. Inclusive com aquele golaço por cobertura, que tive o prazer de ver ao vivo.

    • Isso é uma coisa que eu estou engasgado até hoje.

      Rafinha estava arrebentando no carioca 2013 fazendo dupla com hernane.

      Jogou demais contra o vasco quando guardou o Dedé no bolso na partida que vencemos por 4 x 2.

      Na copa do Brasil enquanto deixaram ele jogar era um dos principais assistentes e ajudou até com gols na fase inicial.

      Foi só chegar o Gabriel o Rafinha parou de ter chance e olha que o Gabriel não joga porcaria nenhuma, é bem mais velho e não vai aprender mais nada.

      Só pra finalizar os feitos que me dão orgulho demais do Rafinha, foi ele quem arquitetou a jogada que resultou no gol de Elias e nos classificou na copa do Brasil.

      A assistência foi do Paulinho, mas ele recebeu limpinho e só precisou fazer um passe curto pro Elias que estava desmarcado. Sem essa jogada do Rafinha o Flamengo não teria avançado na copa.

      Enfim, se o mundo fosse justo Rafinha merecia estar aqui aproveitando toda essa nova tecnologia e estrutura que o Flamengo está montando e ele não teve acesso nenhum.

      Roeu o osso com aquela estrutura fedorenta e hoje roda em clubes minúsculos enquanto outros jogadores que não fizeram nem metade do que ele fez pelo clube (somando base e profissional) estão na boa com seus contratos excelentes pagos em dia.

      • Concordo plenamente eu lembro da jogada e da participação do rainha eu também gostava muito do futebol dele.Temos que ter cuidado com a base não podemos fazer o que fizemos com a geração do rainha e companhia que não vingou ninguém.
        Obs:Trader Esportivo http://bit.ly/1LySS8H

Comentários não são permitidos.