Gilmar Ferreira: ‘Quebra-cabeça…’

São divertidas as discussões nas redes sociais a respeito da formação que o Flamengo deverá levar a campo a partir do momento em que o 35 Diego tiver condições de jogo.

E pelo rumo da prosa não é difícil prever que o técnico Zé Ricardo terá problemas para encontrar entre o real e a fantasia a formação que garanta a competitividade e o futebol bonito.

Com um detalhe: sem tempo para treinamentos…

ASES.

E é realmente tema palpitante.

Com a chegada do mais novo camisa 10 que vestirá a 35, o Flamengo tem, no mínimo, quatro jogadores com características de armação para montar o coração do time: Arão, Mancuello, Allan Patrick e Diego.

Valores que em boas condições físicas e técnicas impressionam pela habilidade e vocação ofensiva.

Mas que, em tese, não garantem sustentação do sistema defensivo.

ESQUEMA.

Acompanhando atentamente os desenhos táticos sugeridos, já vi até quem sugerisse um 3-5-2, uma vez que os laterais não são o forte do time _ principalmente com Rudinei machucado, Jorge em seus altos e baixos e Donatti pedindo passagem.

Sendo assim, abriria-se vaga para a entrada de Cuellar que ajudaria a carregar o piano.

E com Damião (ou Ederson) e Guerrero no ataque. Modelo bem interessante com tempo para treinamento.

QUEM MARCA.

Aqui faço um comentário a parte: o gaúcho Valdir Espinosa, técnico imortalizado por históricas conquistas no Grêmio e no Botafogo, hoje dedicado aos estudos táticos, sustenta que é mais fácil fazer o bom de bola ser um bom marcador do que o pereba se tornar um bom de bola.

É uma tese que deve ser respeitada.

Mas ainda defendo o marcador na marcação e o criador na criação.

Acho mais seguro.

MISSÃO.

Seja lá qual for a opção do treinador rubro-negro, o Flamengo tem, no curto prazo, a missão de igualar sua melhor campanha de primeiro turno na Séria A dos pontos corridos.

O time de Vanderlei, Ronaldinho, Thiago Neves e cia fez 36 pontos em 2011, superando os 29 de 2009, ano do último título.

Para tanto, terá de vencer seus quatro últimos jogos _ América-MG, Coritiba, Santos e Atlético-PR.

Com doze pontos, iguala a marca e se mostra real candidato ao título.

Fonte: Extra (Gilmar Ferreira)

  • Sou a favor do 3_5_2 Muralha – Juan – Donatti – Rever — Cuellar – Arão – Mancuello – Diego (centro) – Alan Patrick – Guerrero e Damião!

  • Olha só o time que o Zé vai escalar, de primeiro tempo, no segundo vai encher de volantes:

    Muralha
    Rondinei – Donati – Juan – Jorge
    Caramujo – Arão
    Cirilo-Diego-Everton
    Guerrero

    Nem torcida e nem reza braba vai fazer isto aí andar ..

    No segundo tempo entram:
    Canteros -> Cirino
    Cuellar -> Everton
    Allan -> Diego

    Buaáááá´

    Assim vai ser no máximo vaga na sulamericana…

    • Não quero ser pessimista, mas seu comentário é bem consistente com o padrão do nosso treinador até então :s
      Só espero quero medo de perder o emprego seja incentivo suficiente pra ele mudar suas convicções….

Comentários não são permitidos.