O sonho de um título inédito para o Flamengo

A Copa Sul-Americana, hoje, em vez de um peso, é objeto de desejo do Flamengo. A diretoria, com os pés fincados no chão como raízes, não faz promessas. A semente da esperança, porém, foi plantada há anos no coração da torcida. A gestão Eduardo Bandeira de Mello já apontava, quando assumiu há três anos, que, em 2016, começariam a nascer os frutos da política de responsabilidade. E a expectativa criada pela boa campanha no Brasileiro rega o terreno.

A partir de quarta-feira, contra o Figueirense, às 21h45, no Orlando Scarpelli, o Flamengo começa a tentar provar que chegou a hora da colheita. O diretor de futebol Rodrigo Caetano vê no elenco montado solo fértil para florescer o título inédito.

“Título nunca se promete, mas o compromisso é de disputar buscando o título”, afirmou Caetano, que emendou: “Montamos o elenco visando buscar as primeiras colocações em todas as competições e prevendo as dificuldades que as viagens nos causam nesse ano atípico. A Sul-Americana é uma delas.”

No início, a competição era maçã podre no calendário para os brasileiros. Ao Flamengo, em todas as vezes teve sabor amargo. O Rubro-Negro não passou da primeira fase nas três primeiras vezes em que disputou a Sul-Americana.

Em quatro participações, o time disputou dez jogos. Foram duas vitórias, quatro empates, quatro derrotas, seis gols marcados e 14 sofridos. Em 2003, estava no mesmo grupo de Internacional e Santos. E perdeu seus dois jogos. No ano seguinte, em outro modelo, o Rubro-Negro disputou mata-mata com o Santos, na rodada preliminar. Após dois empates, caiu diante do Peixe nos pênaltis.

Passaram-se cinco anos até o Flamengo voltar a competir no torneio. Em 2009, ano do hexa, acabou eliminado pelo Fluminense, novamente depois de duas igualdade, mas, dessa vez, no critério de desempate — gol fora.

As primeiras vitórias só brotaram em 2011: 1 a 0 em casa e fora, diante do Atlético-PR. Nas oitavas de final, porém, a Universidad de Chile destruiu a muda pela raiz. Já na primeira partida, plantou 4 a 0, no Engenhão. Na volta, outra derrota do Fla, por 1 a 0.

“A união faz a força, e o grupo está mais unido. No individual, cada um está bem também, e o objetivo é ganhar a Sul-Americana”, disse o lateral-esquerdo Jorge.

Fonte: O Dia

Veja também

  • Sempre é mais um título e devemos almejar todos. Mas, convenhamos, esse campeonato é uma espécie de segunda divisão da libertadores. Basta perceber que os quatro primeiros do brasileirão se classificam para a libertadores e apenas o campeão da sul-americana vai para aquele campeonato. Prefiro que Zé Ricardo esteja focado no brasileiro. Precisamos ser Hepta esse ano.

  • Não vejo problema em querer ser campeão da sulamericana, desde que utilize um time misto na maioria dos jogos e seja mantida a prioridade no brasileirão.

  • Vamos brigar pelos 2 títulos. Os antis que se mordam

  • O Flamengo tem 3 centroavante”quem tem isso no Brasil”,6 jogadores de lado de campo, 5 meias habilidosos, 2 volantes , 4 laterais, 5 zagueiros de extrema qualidade e 2 Bins zagueiros , com certeza tem elenco pra disputar as 2 competições com estrema qualidade .
    A muito tempo não tínhamos um elenco com tantos jogadores de qualidade .
    SRN

    • Temos bom elenco sim.
      Algumas observações visando 2017:
      * Falta um lateral esquerdo para o lugar do Chiquinho;
      * Felipe Melo (ou outro) para 1° volante;
      * Bernard (ou outro) no lugar de Fernandinho;
      * Saída de Gabriel e chance para adryan;
      * Compra dos direitos de Rever;
      * Saída de Márcio Araújo e chance para Ronaldo;
      * Saída de Sheik pela idade e contratação de outro;

      • * Saída de Sheik pela idade e contratação de Marinho;

        PS: O contrato do Rever com o Inter vai até o fim do emprestimo dele pro Mengão, ou seja, 30/06/2017.

        • Que prejuízo então Internacional teve com Rever. Kkkkkk
          Achei que tivesse um longo contrato por isso nem quis pesquisar. Nem se compara com Wallace e César Martins.
          Essa diretoria é inteligente demais. Trouxeram Guerrero, Rever, Vaz e Diego sem custos de contratação e provavelmente irão contratar de vez o Alan Patrick sem custos ou muito pouco

          Esse marinho é do vitória, ex Cruzeiro?

          • E ex-Ceará, muleke liso! Bom de bola, afobado, famoso jogador “completa time”, mas mil vezes melhor do que os girinos do Fla. SRN

          • marinho é o famoso jogador q soltou a perola: marinho ce ta fora do proximo jogo. é? é. to? tá. Sabia não!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • kkk ele msm.. Veio da base do Inter.

  • Eu não tenho tanta certeza que o Zé está levando muito a sério não,primeiro ir com time mesclado na casa dos caras,tudo bem que não estão bem no campeonato e temos peças no banco que até é melhor do que uns titulares como Donatti,(superior a Vaz e Rever, não estou falando de momento mas de qualidade.),Cuellar(que será reserva no próximo jogo pro MA provavelmente.), Ronaldo (superior ae MA),Rodinei(e superior ao pará mas o pará está em bom momento), Juan(superior a rever e Vaz),PV(NA MINHA VISÃO tem mais qualidade que o muralha, MINHA OPINIÃO.)Mas mesmo assim é ariscado.Sul-americana e sonho é uma preparação pra libertadores,River ganhou em 2014 em 2015 ganhou a liberta,Atletico Nacional ganhou em 2015 em 2016 ganhou a liberta,levar a volta pra Cariacica foi arriscado tbm pela capacidade que é reduzida sempre pra 18 mil, se o figueira ganhar lá a pressão diminuirá poderia ter botado no Pacaembu.

    • Com todo respeito, discordo de você.

      Precisamos por os reservas, que não são ruins, em ritmo de jogo para quando o bicho pegar eles estejam disponíveis. Além disso, isso ajuda a diminuir a insatisfação dos jogadores que estão no banco de reservas, pois isso no jogo atrapalha demais a confiança deles. Sem falar que seria legal ver algumas peças em jogo.

      Sobre Cariacica. Eu não consigo ver outro lugar onde é certeza que contaremos com uma torcida animada e energética. Não que isso façam eles mais Flamenguista do que outros, nada disso, não me entenda mal rss. À respeito da capacidade do estádio, eu discordo, Atletico Mineiro conseguiu fazer o Independência em uma caldeirão na libertadores de 2013.

      Abraços!

      • O problema não é botar os reservas bons, e sim os que sabemos que não dará certo como o Chiquinho que pode comprometer o jogo, os bons sim não tem problema pois como vc disse nao queremos jogadores insatisfeitos. sobre o estádio em natal ou amazonas acho que daria um bom público.

        • Estou crente que Zé entrará com Jorge na lateral a pedido do próprio. Creio que ele deve poupar o MA e testar Arão/Cuellar lado a lado. Pode ser uma boa. Meio deve entrar com AP, pontas Cirino/Fernandinho(infelizmente). No ataque Vizeu deve jogar devido a contusão que Damião sentiu, não deve ser nada sério mas vão poupar. Zaga deve ir de Donatti e Juan, e Rodinei na LD.

Comentários não são permitidos.