Justiça adia audiência e corintianos detidos no Maracanã dormirão na prisão

Após deixarem a Cidade da Polícia na tarde desta segunda-feira (24) e se dirigirem ao Fórum do Rio de Janeiro, no prédio do Tribunal de Justiça, os 31 corintianos detidos pela confusão no jogo contra o Flamengo, no Maracanã, no domingo (23), terão de aguardar mais um dia pela audiência de custódia que irá determinar seu futuro.

O Poder Judiciário cancelou o encontro da juíza Marcela Caran com os detidos e adiou a audiência para as 11h desta terça-feira (25). Com isso, os corintianos dormirão na prisão e voltarão para a Cidade da Polícia.

Presos em flagrante após o jogo do Maracanã no último domingo, o grupo foi enquadrado por crimes de lesão corporal – confirmada por um laudo positivado nos PMs -, dano qualificado, provocar tumulto em locais de jogos, resistência qualificada e associação criminosa.

A delegada responsável pelo caso, Jessica de Almeida, informou que parte dos detidos já tinha passagens pela polícia por confusões em estádios e até envolvimento com drogas. Após a prisão em flagrante, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva dos torcedores envolvidos na briga.

Para o major Silvio Luiz, comandante do Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádio) da PM, o tumulto e as prisões realizadas foram resultado de uma “atitude covarde” de alguns torcedores corintianos.

Procurador prepara denúncia contra Fla e Corinthians por briga no Maracanã

O procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua, está preparando denúncia ao Tribunal contra Corinthians e Flamengo em virtude da briga entre torcedores no Maracanã, domingo.

A denúncia deverá ser apresentada até terça-feira ao STJD. A partir daí, será agendada a audiência para definir punição aos dois clubes.

A súmula apresentada pelo árbitro Anderson Daronco será anexada à denúncia do procurador do STJD. No registro, o árbitro cita apenas a torcida do Corinthians.

Fonte: UOL

Veja também

  • Alguém parou para verificar se entre os detidos tem alguma figurinha repetida de Oruro, briga em Brasília, etc?
    SRN

    • Se não estou enganado, aqueles lá morreram naquela chacina que teve lá na sede deles.

Comentários não são permitidos.