Guerrero persegue recorde de gols no Brasil e busca melhor série pelo Fla

Guerrero pode não fazer um Campeonato Brasileiro memorável até agora, mas parece ter embalado na reta final da competição. Suas atuações contra Corinthians e Atlético-MG – empates em 2 a 2 – se mostraram condizentes com o status de uma das principais contratações da gestão Bandeira de Mello. Três gols em dois jogos o credenciam a buscar dois recordes no Brasil que superariam suas melhores marcas de Corinthians, onde chegou em 2012.

O peruano de 32 anos soma 16 gols em 38 jogos oficiais na atual temporada – média de 0,42 por partida. Se marcar mais dois até o fim do campeonato, iguala seu recorde no país: 18 em 46 confrontos, marca registrada em 2013, em seu segundo ano – mas a primeira temporada completa – pelo Corinthians.

A média inevitavelmente será maior, pois só jogará no máximo mais quatro jogos na competição – dos cinco restantes, está fora do duelo com o América-MG, quando estará com a seleção peruana nas Eliminatórias. Assim, se jogar todos, terminará o ano com 42 partidas. O atacante está confirmado na equipe que enfrenta o Botafogo, neste sábado, no Maracanã.

Tabela Guerrero 2 (Foto: GloboEsporte.com)

Pelo Flamengo, Guerrero tenta igualar algo que conseguiu apenas duas vezes: marcar em três jogos consecutivos. A primeira série aconteceu da estreia ao terceiro jogo pelo clube, em 2015, balançando a rede de Internacional (2×1), Náutico (2×0) e Grêmio (1×0). A outra foi no atual Brasileiro, marcando contra Botafogo (3×3), América-MG (2×1) e Coritiba (2×0), no primeiro turno.

No sábado passado, no empate contra o Atlético-MG, teve boa atuação. Deu assistência para Diego e marcou o gol que evitou a derrota. Quase fez outro numa cabeçada à queima-roupa defendida por Victor e ainda abriu espaço para Fernandinho finalizar com perigo.

Terminado o duelo em Belo Horizonte, no último sábado, o artilheiro do Flamengo no Brasileiro, com oito gols marcados, foi questionado se fizera sua melhor partida pelo clube. Não soube responder e revelou-se irritado com o recuo do time na etapa final.

– Não posso te falar isso, estou chateado, acho que meus companheiros também. Merecíamos ter ganhado o jogo. No primeiro tempo, jogamos muito e poderíamos ter feito mais gols.

Fonte: Globo Esporte

Veja também

  • O Guerrero não era pereba e nem agora virou gênio.

    Ele estava mal e as críticas eram pertinentes. Assim como os elogios agora.

    Tomara que mantenha essa fase até o final.

  • Ta errado, são 17 gols kk

  • E tem gente dizendo que o cara “não joga nada”… &;-D

    • Kkkkk né, cara tem uma media melhor q a do fred ( artilheiro ) e do robinho ( vice artilheiro ) mais e ruim kk

      • Vdd, um bando de corneteiros. Lembrando que o Flamengo quando contratou o Guerrero não estava trazendo um centroavante ‘super goleador’, mas isso esses cornetas não entendem. Realmente ficou um bom tempo sem jogar bem, mas agora na reta final, está jogando demais, foi o melhor jogador contra o Galo. Não tem jeito gente, quando o time está bem, quando a bola chega, quando tem quem receba é isso que acontece, o cara dá passe, faz gol, segura a bola faz o pivô.
        O pessoal tem que parar de ser corneta.
        Guerrero joga muito.
        #SNR

        • Falou tudo.

Comentários não são permitidos.