Bandeira de Mello diz que tem planos de tirar cadeiras do setor norte do Maracanã para torná-lo mais popular

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, afirmou, nesta terça-feira, em entrevista à Rádio Globo, que o clube tem planos de tirar as cadeiras do setor norte do Maracanã para torná-lo mais barato e acessível para a parte popular da torcida rubro-negra. Isso, é claro, se a LU Arenas (Largardère/BWA) não assumir a gestão do estádio. O Flamengo tenta com o Fluminense e com as empresas Amsterdam Arenas e GL Events assumir a gestão.

– (…) Essa questão do caráter inclusivo do estádio vai estar no nosso radar. Temos planos de tirar cadeiras do setor norte para poder dar um acesso diferente para nossa torcida e com isso cobrar preços mais acessíveis. Essa é uma demanda da nossa torcida e entendemos que é pertinente – disse Bandeira.

A ideia já é usada pelo Grêmio na Arena do Grêmio e também será utilizada pelo Corinthians na Arena Corinthians.

Sobre a Arena da Ilha do Governador que, por enquanto, será o estádio em que o Fla mandará os seus jogos em 2017, Bandeira afirmou que ela estará pronta no final de fevereiro.

Sobre reforços, Bandeira afirmou que o departamento de futebol trabalha com calma para completar o elenco da melhor forma possível.

Fonte: Extra

Veja também

  • É bom, assim até aumento a capacidade do estádio, talvez agora seja possível vender mais de 70 mil ingressos, atualmente o GEPE não libera mais que 65 mil. Espero que o grupo do Flamengo vença essa concorrência.

    • Nominalmente, a capacidade eh de 75mil. Mas um parte da torcida veio direto da escandinávia viking e nÃo consegue ficar sem matar os rivais, dai todo mundo perde.

Comentários não são permitidos.