Duda Lopes: “Patrocínio é uma forma de adquirir credibilidade”

Além de conseguir uma plataforma de promoção direta com uma enorme base de torcedores, a Uber tem com o Flamengo um aliado poderoso para fazer frente política. Em janeiro, a nova prefeitura do Rio terá como desafio lidar e negociar com uma empresa que agora será parceira do time mais popular da cidade.

Pelo tamanho global da Uber, essa busca de credibilidade pode parecer desnecessária, mas basta um olhar mais próximo do Rio para saber que não é bem assim. Se em muitas cidades, como São Paulo, o serviço está mais bem estabelecido, na capital fluminense o clima ainda é de grande disputa nas ruas com taxistas.

Se a Uber já tinha um bom apelo popular, agora ele poderá ser ainda maior. Associar-se a uma entidade esportiva costuma ser útil para ligar uma marca a valores intrínsecos ao segmento, mas o patrocínio também pode funcionar como um empréstimo de status, uma forma de ganhar relevância em um meio social.

Em São Paulo, há um bom exemplo no Corinthians. A Special Dog, patrocinadora do time, nunca fez volumosas ativações. Ainda assim, o investimento no time é um case no mercado esportivo nacional. Foi graças ao patrocínio que a empresa conseguiu expandir sua presença em pontos de venda. Antes, faltava nome para entrar em alguns estabelecimentos.

Na devida proporção, esse aumento de credibilidade pode ser o grande ganho da Uber no Flamengo.

Patrocínio é uma forma de adquirir credibilidade.

Duda Lopes

Fonte: Máquina do Esporte

Veja também

  • Uber tem um serviço rápido, combinado e muito mais barato.Já entrei em táxi pirata no Rio sem saber,o cara queria o dobro e meio, pelo trajeto,falei que não ia pagar aquilo pra ele chamar a polícia,aí o cara mostra uma arma e aponta.Paguei porque fui assaltado. Uber,é muito melhor.Tomara que possam continuar a parceria e acabar com monopólio de taxistas que vivem de licença que foram concedidas de graça e hj valem até 600mil.

Comentários não são permitidos.