Rodrigo Mattos: ”Fla estuda se oferecer à gestão provisória do Maracanã”

Com o abandono do Maracanã, o Flamengo estuda uma possibilidade de se oferecer para uma gestão provisória do estádio enquanto não há uma solução definitiva para a concessão. A Ferj (Federação do Estado do Rio de Janeiro) já se mobilizou também neste sentido com uma proposta ao governo para usá-lo no Estadual. Há uma questão sobre os custos para arrumar a arena, e empecilhos legais.

Após a devolução do estádio pelo Comitê Rio-2016, a concessionária liderada pela Odebrecht não aceitou recebê-lo alegando danos à estrutura. Com isso, o Maracanã está abandonado e sofre com roubos, e deterioração. Nesta sexta-feira, a Justiça do Rio determinou que a concessionária reassuma o estádio.

A diretoria do Flamengo, que integra um dos consórcios que disputa a concessão do estádio, tem intenção de usá-lo em jogos na Libertadores. Questionado se o clube poderia se oferecer para gerir o estádio de forma provisória, o presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, afirmou: ”É uma alternativa que pode ser considerada.”

Em seguida, explicou: ”O Flamengo estará sempre disposto a colaborar para resolver o problema. O ideal seria uma solução definitiva, mas não descartamos a provisória.”

O presidente da Ferj, Rubens Lopes, se antecipou e já fez proposta ao governo para utilização do estádio. Segundo a assessoria da federação, o governador Luiz Fernando Pezão gostou da ideia e pediu até segunda-feira para responder. No dia 17, está marcada reunião na federação para discutir o assunto em que o Flamengo deve comparecer.

A Ferj, no entanto, informou que ainda não existe um levantamento do custo dos danos ao estádio. A Concessionária do Maracanã ainda não tem esse dado, especialmente por que afirma não ter laudos do Rio-2016 sobre a cobertura e sobre o gramado, que está completamente deteriorado.

Fonte: Blogue Rodrigo Mattos

  • Engraçado é os que se acham dirigente aqui querendo decidir se é bom ou não assumir o Maracanã,se o bandeira e CIA ver que é a melhor opção aprenda a aceitar.

  • Quem quer o estádio próprio a qualquer custo, tem que ser o 1° a aceitar mais uns 4-5 anos de times medianos… logo agora que a recuperação estava dando seus primeiros frutos… e aí, aceitam mais 5 anos de taça décimo só pra não ler mais piadinhas de estádio no GE, sendo que o Maracanã ta aí prontinho, implorando pra ser tocado pelo Flamengo? Pensem…

  • Infelizmente acho o Maracanã inviável pelas condições atuais. Olha como está isso gente. Não. Sofre alguns anos e faz o estádio próprio. Plante agora e colha bons frutos depois.

  • O Flamengo pode até assumir o estádio, mas a questão é, vai assumir em que condições? Se tivermos que pagar as dívidas, trocar as cadeiras e o gramado compensa mais investir num terreno..

  • Esse Rubinho não quer resolver nada também, só quer se meter na questão pra atrapalhar os planos do Flamengo.

  • A questão é simples, o Maracanã só é viável se o Flamengo jogar lá. E a solução é entregar a administração do estádio ao Flamengo.
    Enquanto os atuais responsáveis pelo Maracanã ficarem protelando e tentando encontrar uma maneira de se beneficiar essa triste novela não vai acabar

    • Mas seria interessante termos uma ideia dos custos para a recuperação e o tempo que a mesma vai demandar. Será que vai ter de trocar o gramado?
      Alagou daquela forma porque as bombas dos drenos estão com defeito ou porque o rio maracanã encheu também naquele dia.
      Enfim, todos esses obstáculos à parte, acredito que o Flamengo quer uma oportunidade clara de mostrar como é que se faz bem feito. Seria mais um tapa de luva de pelica.
      Só gostaria de saber se, ao assumir o Maracanã, mesmo que provisoriamente, o Flamengo terá direito aos contratos de publicidade estática.
      SRN

      • A grama não nasce assim ela é colocada em placas, com certeza vai ter que replantar o gramado

Comentários não são permitidos.