Um ano depois: como estão as promessas de Fla e Timão que decidiram a Copinha

A vitória por 4 a 3 sobre o Corinthians nos pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal, deu o título da Copa São Paulo de 2016 ao Flamengo. Mas, após um ano, é possível dizer que os dois clubes saíram vencedores da competição se levarmos em conta o critério da formação de jogadores para os profissionais.

Ambos emplacaram pelo menos três nomes no time de cima, número satisfatório, e o Flamengo ainda teve a promoção de Zé Ricardo, técnico campeão, aos profissionais. Na seleção sub-20 que disputa o Sul-Americano da categoria, quatro nomes daquela decisão fazem parte do grupo: os rubro-negros Matheus Sávio, Lucas Paquetá e Felipe Vizeu, e o corintiano Maycon, que foi emprestado para a Ponte Preta e terminou a Série A como titular. Léo Santos, que estava suspenso, e Guilherme Arana, nos profissionais desde 2015, são os outros jogadores do Timão no grupo comandado por Rogério Micale.

Confira o que aconteceu com cada um:

FLAMENGO

Thiago (goleiro)
Herói na disputa por pênaltis, chegou a ir ao banco de reservas em alguns jogos dos profissionais. Estourou a idade de juniores em 2017.

Thiago Ennes (lateral-direito)
Também foi para o banco em alguns jogos da Série A. É outro que estourou a idade.

Léo Duarte (zagueiro)
Melhor zagueiro da Copinha, teve chances no time titular no Brasileirão, mas oscilou bastante. É elogiado pelo desempenho nos treinos e está cotado para ter mais oportunidades em 2017.

Dener (zagueiro)
Continua na equipe de juniores. Teve o empréstimo renovado junto ao Figueirense.

Arthur Bonaldo (lateral-esquerdo)
Volante de origem, Arthur Bonaldo atuou como lateral-esquerdo do Flamengo na Copinha em 2016. Aos 20 anos, estourou a idade e não teve o contrato renovado. Deverá jogar o Campeonato Paulista pelo Linense.

Ronaldo (volante)
Um dos principais jogadores da equipe, Ronaldo subiu aos profissionais como volante, mas teve poucas chances em 2016. É, no entanto, visto como uma promessa para 2017.

Matheus Trindade (volante)
Autor de gols decisivos na semifinal e na final, Trindade foi emprestado em 2016 ao FC Goa, da Índia, clube então treinado por Zico. Em 2017, vestirá a camisa do Ceará, também por empréstimo.

Lucas Paquetá (meia)
Canhoto e autor do gol que classificou o Flamengo para a decisão contra o América-MG, Paquetá foi convocado várias vezes para a seleção sub-20 e disputará o Sul-Americano da categoria em 2017, no Equador. Mas com o excesso de meio-campistas nos profissionais, não teve chances ainda no Rubro-Negro.

Matheus Sávio (meia)
Autor do segundo gol do Flamengo na final, Matheus Sávio também atuou pouco entre os profissionais, mas recuperou a forma que o levou a subir e marcar gols em 2015. Foi convocado para o Sul-Americano Sub-20 e pode reeditar o trio com Paquetá e Felipe Vizeu.

Cafu (meia)
Foi emprestado para o FC Goa e retornou ao Flamengo no fim do ano. Teve experiência profissional, chegou a marcar um gol e retorna ao Flamengo. Deve ser integrado ao time principal.

Felipe Vizeu (centroavante)
Vice-artilheiro da Copinha de 2016 com sete gols, Vizeu foi quem mais teve chances nos profissionais. Mesmo com a concorrência pesada de Guerrero e Leandro Damião, marcou oito gols na temporada, sendo cinco no Brasileirão, e também se garantiu na seleção que disputará o Sul-Americano Sub-20 no Equador.

CORINTHIANS

Filipe (goleiro)
Continua como titular da meta corintiana nos juniores.

Léo Príncipe (lateral-direito)
Chegou a ter chances nos profissionais em 2016 e foi bem em alguns jogos.

Vinícius Del’Amore (zagueiro)
Segue nos juniores e perdeu a posição de titular para Thiago, que veio do Desportivo Brasil.

Léo Santos (zagueiro)
Suspenso, não jogou aquela decisão, mas era titular do time. Estreou nos profissionais contra o Figueirense e foi convocado para a seleção sub-20 que disputará o Sul-Americano da categoria.

Guilherme Romão (lateral-esquerdo)
Teve um ano complicado, sofrendo lesões, mas segue como titular nos juniores.

Warian (volante)
Foi promovido aos profissionais, estourou a idade, mas ainda não estreou.

Maycon (volante)
Melhor jogador e artilheiro do Corinthians na Copinha de 2016 com seis gols, subiu rapidamente aos profissionais, mas, sem espaço, foi emprestado para a Ponte Preta, onde se firmou como titular. Volta ao Parque São Jorge em alta e também disputará o Sul-Americano Sub-20 pela seleção brasileira.

Matheus Pereira (meia)
Foi vendido para o Juventus e emprestado ao Empoli. Estreou recentemente no Campeonato Italiano. Na decisão do ano passado, ficou marcado por perder um pênalti ao tentar uma cavadinha.

Tocantins (atacante)
Foi emprestado ao Estoril Praia, de Portugal, e vem tendo uma boa temporada. Estourou a idade de juniores.

Gabriel Vasconcelos (atacante)
Foi emprestado ao América-RJ, disputou o Campeonato Carioca e depois a Série B pelo Joinville, antes de retornar ao Corinthians. Tem contrato até 2018.

Léo Jabá (atacante)
Com a subida de vários jogadores, tornou-se protagonista no time na campanha do vice-campeonato brasileiro sub-20 e subiu para os profissionais logo depois.

Fonte: Bastidores FC

Veja também

  • Paquetá, Matheus Sávio e Vizeu serão tirtulares do Flamengo em breve.

    • Thiago Santos, pra mim, é o que está mais preparado.

      • Bem lembrado. Esse jogador é rápido e habilidoso, se conseguir fazer uma boa transição para os profissionais vai ser um grande jogador.

Comentários não são permitidos.